-  

Câmara Municipal de Fortaleza aprova, em 1° turno, projeto com mudanças na Previdência

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, nesta quinta-feira (4), em primeiro turno, o texto principal do projeto de emenda à Lei Orgânica com mudanças na Previdência. A matéria passou com 33 votos favoráveis contra 10. Agora, os parlamentares vão votar as emendas. O tema gerou embates no plenário nas últimas semanas. A prefeitura chegou a recuar.

  -  

Com novo decreto rígido na Capital, Câmara Municipal deve fechar e votações serão virtuais

Com o novo decreto de lockdown na Capital, a Câmara Municipal deve ser fechada a partir de sexta (5), e as votações deverão ocorrer de forma virtual. É o que projetam vereadores. A resolução da Câmara determina votação presencial ou virtual, mas o decreto proíbe o funcionamento de atividades não essenciais pelos próximos 15 dias.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

“Não é nenhuma novidade”, diz Gardel após líder do Pros orientar voto contrário a mudanças na Previdência

“O Pros vota contra as matérias do Governo há pelo menos quatro anos nessa Casa, então não vai ser novidade nenhuma o Pros votar contra”.

‌Vereador Gardel Rolim (PDT), após o líder do Pros, Pedro Matos, orientar a bancada a votar contra a proposta com mudanças na Previdência de Fortaleza. Na primeira vez que a matéria esteve na Casa, Matos liberou a bancada.

  -  

Servidores voltam a protestar contra reforma da Previdência de Fortaleza nesta terça

Quase uma semana após reunião com a Prefeitura de Fortaleza sobre a reforma da Previdência Municipal, servidores foram à Câmara Municipal em novo protesto, nesta terça (2). Além do aumento da idade, do tempo de serviço e da contribuição previdenciária, entre outros pontos, sindicatos questionam a redução dos benefícios do anuênio e da licença prêmio.

Foto: Divulgação/Sindifort
  -  

Nova reforma da Previdência deve chegar na próxima semana na Câmara Municipal

Com a abertura das negociações com os servidores, o projeto da Reforma da Previdência deve chegar na próxima semana na Câmara Municipal. As propostas que preparam a legislação para receber a reforma devem voltar a Casa nos próximos dias. Segundo o líder do Governo na Casa, Gardel Rolim (PDT), diálogos estão sendo construídos com a categoria.

  -  

Análise: Sarto atende a queixas de trabalhadores e retira emendas que mudariam previdência

Após reunião com sindicatos, ontem (22), o prefeito José Sarto (PDT) anunciou que vai retirar de tramitação na Câmara Municipal os dois projetos de emenda à Lei Orgânica que alterariam a previdência dos servidores municipais. Um deles já havia sido aprovado, mas foi derrubado na Justiça. O recuo mostra que a discussão foi açodada. Leia análise de Inácio Aguiar.

  -  

Prefeitura e sindicatos discutem o imbróglio da previdência municipal

Representantes da Prefeitura de Fortaleza e de sindicatos de servidores da Capital reúnem-se, virtualmente, na manhã desta segunda-feira (22), para dialogar sobre a previdência municipal e o reajuste salarial. De acordo com o Sindicato dos Servidores de Fortaleza (Sindifort), os trabalhadores pedem acréscimo de 4,52% nos salários. O imbróglio maior é na Previdência.

Foto: José Leomar
  -  

‘Não tem perigo de ser votada na segunda’, diz Lúcio Bruno sobre emenda à Lei Orgânica

Membro da base do prefeito José Sarto (PDT), o vereador Lúcio Bruno (PDT) garante que a emenda à Lei Orgânica que adequa a legislação municipal para receber a reforma da Previdência “não tem perigo de ser votada na próxima segunda (22)”, dia em que está marcada uma reunião de negociação com os servidores. Os servidores estão protestando contra a medida.

Foto: José Leomar
  -  

Do lado de dentro, sessão da Câmara segue normal e com discurso menos inflamados

Do lado de dentro da Câmara Municipal de Fortaleza, a sessão plenária desta quarta (17) segue normal enquanto servidores municipais protestam contra a emenda à Lei Orgânica que adequa a legislação à reforma da Previdência. Os discursos sobre o tema na tribuna da Casa estão menos inflamados. A matéria deve voltar à pauta da Câmara na semana que vem.

Foto: José Leomar
  -  

Em protesto, servidores tentam impedir vereador de entrar na Câmara e são dispersados

Em protesto em frente à Câmara Municipal de Fortaleza, servidores tentaram impedir o vereador Carlos Mesquita (PDT) de entrar na Casa pela garagem e foram dispersados com bombas de gás. Eles reclamam que a emenda à Lei Orgânica que adequa a legislação para receber a reforma da previdência. O protesto bloqueia o trânsito na Rua Thompson Bulcão.

Foto: José Leomar
  -  

Servidores mantêm protestos em pressão contra nova previdência municipal

Alvos da reforma da previdência municipal, servidores vinculados à Prefeitura de Fortaleza realizaram carreata e buzinaço em frente a Câmara Municipal contra a medida, na manhã de hoje (17). Sindicatos reclamam de pontos como o fim do anuênio e da licença-prêmio, além do fato de o texto ter sido enviado à Casa sem diálogo com os trabalhadores.

  -  

Análise: impasses tumultuam início de legislatura na Câmara Municipal

Além do tumulto causado ontem (10) pela análise de emendas à Lei Orgânica para mudar pontos da previdência municipal, as lideranças do Legislativo terão que superar impasses que estão travando o início da atual legislatura. Leia análise de Inácio Aguiar.

Foto: Helene Santos
  -  

Base de Sarto enfrenta 1ª prova de fogo com projeto que prepara legislação para reforma da previdência

A base do prefeito José Sarto (PDT) no Legislativo enfrenta hoje (10) a primeira prova de fogo com as mensagens do Executivo que preparam a legislação da Capital para receber a reforma da Previdência municipal. A base quer votar as matérias em 1° turno ainda hoje. Eles contam 32 votos favoráveis. Do lado de fora da Casa, servidores cobram diálogo.

Foto: Helene Santos
  -  

Servidores entram na Câmara Municipal de Fortaleza para protestar contra reforma da Previdência

Um grupo de servidores municipais entrou no plenário da Câmara Municipal de Fortaleza para protestar contra a reforma da Previdência enquanto eram avaliados dois projetos que alteram a Lei Orgânica para receber as novas regras previdenciárias que serão discutidas. Eles pedem diálogo para negociar as medidas, enquanto o tema está no início da tramitação.

Foto: Helene Santos
  -  

Antes de chegar à Câmara, reforma da Previdência de Fortaleza já esquenta o clima no Legislativo

Antes mesmo de chegar à Câmara de Fortaleza, a reforma da Previdência da Capital, que deve chegar à Casa nos próximos dias, promete esquentar o clima no Legislativo. Nesta segunda-feira (1°), dia do retorno dos trabalhos, um grupo da Frente Sindical dos Servidores do Município fez um ato em frente à Câmara, cobrando que a proposta seja construída em diálogo com a categoria.

Foto: Isanelle Nascimento
  -  

Célio Studart afirma que para reforma previdenciária do município é necessário reduzir terceirizados

“Dentro do município de Fortaleza não terá reforma previdenciária que não seja dialogando com as pessoas, ou seja, encontrando meios para diminuir os terceirizados. Termos mais pessoas efetivas porque essas pessoas contribuem com a previdência de fato, o terceirizado não contribui”

Célio Studart para o Ponto Poder na manhã desta sexta-feira (6).

Foto: Thiago Gadelha
  -  

Fortaleza: articulação adia envio da reforma da Previdência municipal à Câmara para 2020

Entre as propostas do Executivo que chegaram à Câmara Municipal de Fortaleza nesta semana, no fim do ano legislativo, deveria estar a reforma da Previdência Municipal. Entretanto, a pedido dos vereadores, a discussão ficou mesmo para 2020.  O próprio Executivo já havia sinalizado que iria discutir com os servidores uma proposta.