-  

Desempenho do e-Título foi prejudicado por desligamento preventivo de servidor, diz Barroso

“Depois dos ataques (hacker) aos servidores do STJ, reforçamos a segurança dos nossos sistemas. Tiramos um servidor da rede e fizemos um backup. (…) Com esse servidor desligado, o servidor remanescente sofreu uma sobrecarga

Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, em coletiva de imprensa, explicando o que levou às dificuldades operacionais do e-Título.

  -  

Eleitores têm até 60 dias para justificar ausência na votação desde dia 15

Desde o início da votação, às 7h, desde dia 15, o sistema do e-Título apresentou instabilidade para aqueles eleitores que tentaram justificar a ausência na votação. Para aqueles que não conseguiram, o procedimento pode ser realizado em até 60 dias. Não justificar acarreta multa de R$ 3,51 por turno. Leia mais aqui.

Foto: Agência Brasil
  -  

Ferramenta do e-Título para justificar ausência na votação apresenta instabilidade

O recurso do e-Título que permite o eleitor justificar online a ausência na votação deste domingo já apresenta dificuldades nos primeiros minutos da Eleição 2020. Quem está tentando executar a operação, não está conseguindo. Uma mensagem no aplicativo recomenda tentar a operação mais tarde.

  -  

E-Título, versão digital do título de eleitor, é o aplicativo mais baixado do Brasil

A menos de uma semana das eleições municipais, o aplicativo e-Título, do Tribunal Superior Eleitoral, se tornou o mais baixado em todo o Brasil, nesta segunda-feira (10). São mais de 4 milhões de downloads no Google Play e na Apple Store. A plataforma é uma versão digital do título do eleitor, que permite ao cidadão apresentar seu perfil logado.

Foto: Agência Brasil
  -  

E-título agora tem foto do eleitor e pode ser usado como documento no dia da votação

No dia da votação, o eleitor que fez a biometria poderá utilizar apenas o aplicativo E-título para se identificar. Apesar do cadastramento biométrico não ser utilizado nestas eleições, quem realizou o procedimento terá as informações do título e identificação por foto pelo app. Demais eleitores ainda precisam apresentar documento oficial com foto.

Foto: José Leomar