-  

Russas começa a distribuir auxílio emergencial para a população do município

Cerca de 900 moradores da cidade de Russas começaram a receber a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 200 que o Município criou para minimizar os efeitos econômicos da pandemia. A Prefeitura também passou a dispensar aluguéis de quiosques públicos, prorrogou o vencimento do IPTU e a entrega de kits alimentação para aluno da rede pública.

Foto: Ellen Freitas
  -  

Vereador de Fortaleza propõe auxílio para comerciantes informais durante a pandemia

Começou a tramitar nesta quarta (28), na Câmara Municipal de Fortaleza, um projeto de indicação, de autoria do vereador Carmelo Neto (Republicanos), que sugere pagamento de R$ 300 para comerciantes informais no Município, durante o decreto de isolamento social. Teriam direito ao repasse os camelôs, ambulantes e feirantes na Capital, por exemplo.

Foto: CMFor
  -  

Vereadores de Juazeiro aprovam auxílio de R$ 250; Prefeitura também prepara proposta para benefício

A Câmara Municipal de Juazeiro do Norte aprovou, na terça (6), projeto de indicação do vereador Capitão Vieira (PTB) para criar um auxílio emergencial de R$ 250. Ele é opositor ao prefeito Gledson Bezerra (Podemos) que, segundo fontes, já está preparando um projeto de lei para implementar o benefício. É aguardar a ação da Prefeitura sobre o tema.

Foto: Divulgação
  -  

Prefeitura de Arneiroz volta atrás e modifica critérios para pagar auxílio emergencial municipal

A prefeitura de Arneiroz voltou atrás e modificou o decreto que daria apenas a ex-servidores temporários um auxílio financeiro em meio à pandemia de Covid-19. Agora, a gestão adota como critério a “situação de pobreza e desemprego” dos cidadãos em geral. A mudança ocorre após uma recomendação emitira pela 4ª Promotoria de Justiça de Tauá.

Foto: Arquivo
  -  

Aracoiaba terá auxílio emergencial municipal de R$ 200 para 500 famílias, anuncia prefeito

O prefeito de Aracoiaba, Thiago Campelo (PDT), anunciou que o município pagará um auxílio emergencial de R$ 200 a 500 famílias em situação de vulnerabilidade social. O anúncio foi feito em “live”, nesta quarta-feira (31), em que foi apresentado um pacote de medidas para a pandemia. “É mais um esforço do Governo Municipal neste momento tão desafiador”, disse.

Foto: Divulgação
  -  

Governadores pedem aos presidentes do Congresso auxílio emergencial de R$ 600

Uma carta assinada por 16 governadores breasileiros, entre eles Camilo Santana, do Ceará, solicita ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), em que solicitam a renovação do auxílio emergencial com o valor de R$ 600. O governo federal e o presidente Bolsonaro divulgaram valores em cerca de R$ 250.

  -  

Danilo Forte propõe piso de R$ 300 para auxílio emergencial e custeio com emendas de bancada

O deputado federal Danilo Forte (PSDB) entregou ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), na segunda-feira (22), uma proposta que aumenta o valor mínimo do novo auxílio emergencial para R$ 300. Ele sugere ainda que valores de emendas de bancada e também do Fundo Partidário sejam utilizados para custear o benefício repassado à população.

  -  

Briga política impede população carente de receber auxílio emergencial em Aquiraz

O imbróglio sobre um auxílio emergencial em Aquiraz, que culminou na suspensão o projeto, é fruto de briga política que opõe a maioria na Câmara, comandada pelo presidente Jair Silva, e o prefeito Bruno Gonçalves. As divergências, neste caso, prejudicam a população em meio à grave crise sanitária. O interesse público deveria prevalecer. Lamentável.

  -  

Deputados cearenses apresentam emendas para que auxílio emergencial volte a ser de R$ 600

Os deputados federais Célio Studart (PV) e José Guimarães (PT) protocolaram emendas à Medida Provisória do novo auxílio emergencial para que o valor pago aos brasileiros volte a ser de R$ 600, e não de no máximo R$ 375, como propõe o Governo Federal. Um dos argumentos é de que o repasse, como está dado, não supre as necessidades básicas da população na pandemia.

  -  

Sarto sanciona leis de ajuda financeira a profissionais impactados pela pandemia e famílias de baixa renda

O prefeito José Sarto (PDT) sancionou, nesta terça-feira (17), um pacote de ajuda financeira para minimizar impactos econômicos da pandemia em Fortaleza. As leis criam auxílio emergencial de R$ 100 (duas parcelas) para o setor cultural e trabalhadores autônomos. Com reajuste, o Cartão Missão Infância também terá um valor de R$ 100 entre março e maio.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

Vereadores de Fortaleza analisam projetos da Prefeitura sobre reforço de renda na pandemia

A Câmara Municipal de Fortaleza deve votar, nesta terça-feira (16), três projetos do Executivo para amenizar os efeitos financeiros da Covid-19. Um deles aumenta o valor do Cartão Missão Infância para R$ 100. Além dele, vereadores devem analisar a concessão de auxílio de R$ 100 a trabalhadores da cultura e a entrega de 30 mil cestas básicas para taxistas e outros profissionais.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

Lúcio Bruno propõe auxílio de R$ 1 mil para profissionais da área esportiva em Fortaleza

O vereador de Fortaleza Lúcio Bruno (PDT) propôs que seja pago auxílio emergencial de R$ 1 mil para profissionais do setor de Educação Física. O parlamentar justifica o repasse “como uma forma de contribuir para que estes profissionais possam superar, com mais dignidade, as adversidades enfrentadas no período de pandemia”.

Foto: José Leomar
  -  

Vereadores de Paraipaba aprovam auxílio emergencial municipal proposto pela Prefeitura

A Câmara Municipal de Paraipaba aprovou proposta enviada para análise dos vereadores pela prefeita Ariana Aquino (Republicanos) que cria um auxílio emergencial municipal a ser destinado à população de baixa renda afetada pela pandemia de Covid-19. Serão pagas três parcelas de R$ 200 a cerca de 2 mil famílias. A matéria foi aprovada na quarta-feira (10).

Foto: Divulgação
  -  

Pleiteando repasse de R$ 600, deputados cearenses rejeitam auxílio de R$ 375 do Governo Federal

Justificando serem a favor do benefício de R$ 600 – e não de até R$ 375, como proposto pelo Governo Federal – seis dos 22 deputados do Ceará votaram contra a PEC 186. São eles: José Guimarães (PT), Denis Bezerra (PSB), Leônidas Cristino (PDT), André Figueiredo (PT), José Airton (PT) e Idilvan Alencar (PDT). Gorete Pereira (PL) e Moses Rodrigues (MDB) não votaram.

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados
  -  

“É um absurdo jurídico e moral”, diz prefeito de Aquiraz após Câmara aprovar auxílio de R$ 500

O prefeito de Aquiraz, Bruno Gonçalves (PL), vai vetar o projeto aprovado na Câmara nesta terça (9), que prevê auxílio emergencial de R$ 500,00 por quatro meses. A proposta do Executivo era de pagar R$ 250,00 por dois meses. O prefeito afirma que a decisão da Casa é inconstitucional, pois onera os cofres públicos. “É um absurdo jurídico e moral”, disse.

  -  

Em Aquiraz, vereadores aprovam auxilio emergencial de R$ 500 por quatro meses

Vereadores de Aquiraz aprovaram, nesta terça-feira (9), auxílio emergencial de R$ 500,00 por quatro meses, para cerca de três mil pessoas. O texto proposto pelo Executivo previa repasse de R$ 250,00 por dois meses. A proposta com emendas foi aceita por 8  votos a 6. O projeto segue para a sanção do prefeito, e volta à Câmara em caso de veto.

  -  

Deputado cearense critica concessão de auxílio emergencial com valor inferior a R$ 600

Discutida hoje na Câmara, a PEC que pode conceder auxílio emergencial a parte dos brasileiros é alvo de críticas do deputado Denis Bezerra (PSB). O projeto prevê gastos de R$ 44 bilhões. Segundo ele, o montante não será suficiente para atender a todos. “Serei contra. A minha luta será para que (…) o valor do benefício seja de R$ 600″, finaliza.

Foto: Agência Câmara
  -  

Prefeitura de Aquiraz envia projeto de lei à Câmara Municipal para criar auxílio municipal de R$ 250

O prefeito Bruno Gonçalves (PL), do município de Aquiraz, enviou um projeto de lei à Câmara Municipal, em caráter de urgência, para a criação de um auxílio emergencial de R$ 250 para pessoas em vulnerabilidade social. O reforço de renda será válido por dois meses ou enquanto durarem as medidas restritivas causadas pela pandemia.

Foto: Reprodução
  -  

Deputado propõe valor maior do auxílio emergencial em municípios com alto índice de contaminação

O deputado federal  Eduardo Bismarck (PDT) apresentou projeto de lei que institui auxílio emergencial complementar de R$ 600 aos moradores de cidades onde o número reprodutivo efetivo da Covid-19 esteja acima de 1,0. Segundo ele, a renovação do benefício por quatro parcelas de R$ 250 é necessária, mas a situação em algumas localidades exige maior suporte do Governo Federal.

  -  

Presidente da Câmara anuncia vacinas e confirma auxílio emergencial de R$ 250 até junho

Em postagem no Twitter, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) disse que o governo federal disponibilizará 140 milhões de doses de vacina de março a maio e que o auxílio emergencial será de R$ 250 até junho. A expectativa agora é sobre o início da discussão no Congresso sobre a renovação do auxílio.

Foto: Divulgação