-  

Líder do Governo na Assembleia apresenta moção de apoio e repudia ataque com fake news ao secretário da Saúde

“É inquestionável a competência e a experiência profissional do titular da saúde do nosso estado, sendo uma figura respeitada e reconhecida pela classe médica”

O líder do Governo Estadual na Assembleia, deputado Júlio César Filho (Cidadania), apresentou moção de apoio ao secretário da Saúde, Dr. Cabeto, na qual repudia ataques com fake news contra o titular da Sesa.

Foto: José Leomar
  -  

Coronavírus: deputado quer metade das vagas de UTI privada para o SUS no Ceará

Com o crescimento do número de casos de coronavírus no Ceará, o deputado Renato Roseno (Psol) apresentou projeto de lei que reserva metade das vagas de UTI nos hospitais privados para o SUS. Uma fila única, entre pacientes da rede pública e privada, seria formada para a ocupação das vagas. A matéria ainda iniciará a tramitação na Assembleia.

Foto: José Leomar
  -  

Bolsonaro se aproxima do autoritarismo, mas governo está submetido às leis, concordam Tasso e Ciro

O senador Tasso Jereissati (PSDB) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) concordam que o presidente Bolsonaro tem atitudes que chegam a flertar com o “autoritarismo“, mas que encontra-se submetido ao regime legal, até o momento. Eles fazem críticas ao governo.

  -  

Deputada comemora aprovação ‘suada’ do título de cidadã cearense para ministra Damares

A Assembleia aprovou por 22 votos a favor, cinco contra e uma abstenção o projeto da deputada Dra. Silvana (PL), que concede o titulo de cidadã cearense à ministra Damares Alves. Mas a aprovação não foi fácil, deputados da base criticaram. No fim, Silvana saiu feliz para os braços do marido, deputado Jaziel Pereira, e de vários pastores.

  -  

Augusta Brito retira de pauta projeto com termos “gênero” e “orientação sexual”

Após polêmicas por causa de termos “gênero” e “orientação sexual”, a deputada Augusta Brito (PCdoB) retirou de pauta, nesta quinta (19), o projeto de indicação dela que iria ser votado, propondo o Programa Estadual de Educação em Direitos Humanos. Ela quer trazer para o plenário representantes da área e fazer o debate.

  -  

Projetos que dividem a base governista devem ser votados hoje na Assembleia

A Assembleia deve votar, hoje (19), projetos polêmicos, que provocaram queda de braço entre bancadas na base governista. Um deles é o da Dra. Silvana (PL), que concede título de cidadã cearense à ministra Damares Alves. O outro é de Elmano de Freitas (PT), que inclui a Parada pela Diversidade Sexual no calendário de eventos do Estado.

  -  

O Apóstolo e a Bíblia no Poder Legislativo

O deputado estadual Apóstolo Luiz Henrique (PP) é autor de um projeto de indicação que inclui a Bíblia e outros livros religiosos nas leituras para remissão de pena no sistema penitenciário do Ceará. Ele também costuma fazer referências bíblicas em seus discursos na Assembleia Legislativa. Até nas mãos do deputado há referências ao Livro Sagrado.

Foto: José Leomar
  -  

Deputado aponta “fake news” em informações sobre educação infantil na Capital

O deputado Queiroz Filho (PDT) puxou a discussão do dia na Assembleia: a circulação de uma informação sobre suposta cartilha de educação sexual na rede pública de Fortaleza. O parlamentar afirmou tratar-se de uma “fake news”. “Um absurdo colocar em xeque o trabalho sério de cerca de quatro mil professores da rede pública”, disse.

  -  

Audiência pública discute crise dos perímetros irrigados no Ceará

Audiência na Assembleia Legislativa discute, nesta segunda (2), às 9h, a situação dos perímetros irrigados no Ceará. Construídos pelo Dnocs entre 1970 e 1990, a maioria dos canais está seco, quebrado e com rachaduras. É uma solicitação do dep. Nezinho Farias (PDT). Devem participar representantes da SDE, Dnocs e UFC, além de políticos.

Foto: Honório Barbosa
  -  

A saga de Cabeto com os deputados para consolidar apoio ao projeto de Saúde

O secretário estadual de Saúde, Dr. Cabeto, recebeu, nesta quinta (30), um grupo de deputados. Pauta: a Plataforma de Modernização da Saúde. Parte do projeto está tramitando na Assembleia. Os deputados têm dúvidas sobre as mudanças, afinal mexem com as suas bases eleitorais. Aprovar o projeto exige de Cabeto, que é técnico, habilidade política.

Foto: Divulgação