-  

Defendendo independência, Eduardo Girão nega blindagem a Bolsonaro na CPI da Covid

Em entrevista à TV Assembleia, nesta segunda (17), o senador Eduardo Girão (Podemos) negou blindagem a Bolsonaro na CPI da Covid. Eles concordam sobre tratamento precoce, mas Girão diz ser “independente” e contra aglomerações. “Mas temos que ser justos, né? Todos os depoimentos (na CPI) evidenciam que não houve corrupção. Erro tem em qualquer governo”.

Foto: Reprodução/TV Assembleia
  -  

Prefeito e vice de Iguatu são condenados a pagar R$ 200 mil por aglomerações na campanha

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor (PSD), e o vice-prefeito Franklin Bezerra (PSDB) foram condenados a pagar R$ 200 mil de multa por desrespeitar normas sanitárias de prevenção à Covid-19 nas eleições de 2020. A chapa concorrente foi alvo da mesma sanção, assinada pelo juiz Eduardo André Dantas Silva. O valor da multa é a soma de cada evento constatado.

  -  

Em Caucaia, candidatos promovem caminhadas apesar de impedimento da Justiça Eleitoral

Os candidatos que disputam a Prefeitura de Caucaia, Naumi Amorim (PSD) e Vitor Valim (Pros) promoveram caminhadas pela cidade neste sábado (21). Ontem, Naumi também promoveu carreata no bairro Nova Metrópole. Ambos os tipos de eventos estão listados como causadores de aglomerações na Res. nº 789/2020 do TRE-CE, que proibiu atos presenciais de campanha.

Foto: Reprodução/Instagram
  -  

Candidatos a prefeito e vice em Forquilha são multados em R$ 100 mil por aglomeração em ato de campanha

Por pedido do Ministério Público Eleitoral, a Justiça multou em R$ 100 mil os candidatos a prefeito e vice de Forquilha, Edinardo Rodrigues Filho e Abdias Araújo Costa, por atos que geraram aglomerações no dia 25 de outubro. Na decisão, também foi multada a coligação dos candidatos, “Forquilha para todos”, em R$ 250 mil, por desrespeito às normas.

  -  

PontoPoder Análise: Decisão da Justiça Eleitoral reduz aglomerações nas campanhas

A proibição de atos de campanha responsáveis por aglomerações, adotada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, surtiu efeito e reduziu a incidência de eventos lotados. Com essas atividades proibidas, candidatos de todo o Estado estão reformulando estratégias para chegar ao eleitor na reta final da campanha. Leia a análise completa de Inácio Aguiar.

  -  

Justiça multa em R$ 50 mil candidatos de Ipueiras que realizaram atos com aglomeração

O candidato à Prefeitura de Ipueiras Raimundo Sampaio (Neném do Cazuza), do PDT, e sua vice Renya Martins (PSB), foram multados em R$ 50 mil após descumprir decisão da Justiça Eleitoral e promover ato político com aglomeração. Depois disso, a multa para os candidatos que insistirem na promoção de aglomerações dobrou de valor, sendo cobrado R$ 100 mil.

Foto: Divulgação/Facebook
  -  

Trio elétrico é usado em ato de campanha de candidato em Russas

A população de Russas foi surpreendida na noite de sábado (31) com um trio elétrico circulando na cidade, durante ato de campanha de um dos candidatos a prefeito. O encontro provocou aglomeração. Em imagens divulgadas pelo candidato e por apoiadores, muitos eleitores aparecem sem máscaras e não há respeito ao distanciamento social.

Foto: Reprodução
  -  

Ponto Poder Análise: com medidas mais enérgicas do MP e da Justiça, aglomerações terão fim?

A Justiça Eleitoral agiu de forma mais enérgica para tentar conter os atos com desrespeito às normas sanitárias. Estipulou multas para candidatos na Capital, obrigando-os a informarem seus militantes sobre as regras. Em Juazeiro estão também proibidos atos com aglomerações. A reta final da campanha, ao que tudo indica, deve ser de mais rigor. Leia mais.

  -  

PontoPoder Análise: Ministério Público estuda novas ações para coibir aglomerações em atos de campanha

O desrespeito às normas sanitárias em campanhas eleitorais de diversos municípios chega a um nível preocupante. Neste momento, membros do Ministério Público estudam novas ações para coibir excessos. Com três semanas restantes de campanha, os atos se repetem, mesmo com a atuação da Justiça Eleitoral. Confira a Coluna PontoPoder Análise. Leia aqui.

  -  

Aglomerações de campanha: Justiça Eleitoral multa candidatos em R$ 100 mil em Viçosa do Ceará

Em Viçosa do Ceará, dois candidatos a Prefeitura foram multados em R$ 100 mil por não descumprimento das regras sanitárias. Divaldo Soares (PDT) e Zé Firmino (MDB) foram denunciados pelo Ministério Público Eleitoral após promoverem aglomerações em atos de campanha. Além da multa, a Justiça determinou nova penalidade de R$ 250 mil em caso de reincidência.

  -  

PontoPoder Cafezinho: aglomerações provocadas por campanhas eleitorais e o risco à saúde da população

Está no ar o podcast PontoPoder Cafezinho #9 desta segunda-feira (19). Os jornalistas Alessandra Castro e Sérgio Ripardo discutem sobre as aglomerações provocadas por eventos de campanha em vários municípios do Ceará e o risco à saúde dos eleitores. O TRE-CE reforçou as regras que os candidatos devem seguir durante os atos eleitorais. Ouça:

  -  

Heitor Freire recebe oração na Praça do Ferreira e gera pequena aglomeração: “Algumas coisas não estão no nosso controle”

Na caminhada pelo Centro, nesta terça (6), o candidato à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Freire (PSL), recebeu oração de um grupo de pessoas e gerou uma pequena aglomeração na Praça do Ferreira. Questionado, Freire disse que a sua equipe usa máscara, mas “algumas coisas não estão no nosso controle“. “Estamos fazendo a nossa parte. Às vezes é difícil”.

Foto: José Leomar