-  

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão no escritório de Agenor Neto em Iguatu

A Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão, na manhã desta sexta-feira (6), no escritório do deputado estadual Agenor Neto (MDB), que é candidato à Prefeitura de Iguatu. O emedebista é investigado por contratação irregular de policiais militares para agir na campanha. O advogado do candidato nega as acusações. Detalhes aqui.

Foto: Reprodução
  -  

Deputado Marcos Sobreira vai disputar Prefeitura de Iguatu

Acabou o mistério. É o deputado estadual Marcos Sobreira (PDT) que vai disputar a Prefeitura de Iguatu neste ano. Havia uma articulação para a mãe, Mirian Sobreira (PT), ser a candidata. A família dos Sobreira é tradicional no Município, assim como a do deputado Agenor Neto (MDB), que também vai ser candidato. Os dois já estiveram na gestão. Veremos se um deles vai voltar.

  -  

Walter Cavalcante e Agenor Neto desistem de licença da Assembleia por falta de acordo com suplentes

Os deputados Walter Cavalcante e Agenor Neto, ambos do MDB, desistiram de tirar licença da Assembleia Legislativa e retiraram os requerimentos de tramitação. O Republicanos, partido de Gelson Ferraz, terceiro suplente da coligação, não aceitou liberar a vaga para o outro suplente do MDB, Rafael Branco, assumir. Resumindo, nada de acordo.

  -  

MDB vive impasse sobre suplentes de Walter Cavalcante e Agenor Neto na Assembleia

As licenças da Assembleia Legislativa dos deputados Walter Cavalcante e Agenor Neto, ambos do MDB, estão dando o que falar dentro do partido e nem foram votadas. O impasse é entre os suplentes. Alguns não estão querendo abrir mão da sua vez para o colega assumir a vaga. As negociações são para entrar um suplente do MDB e outro de um partido da coligação.

Foto: Saulo Roberto
  -  

Agenor Neto ficou no MDB e com o controle do PSB em Iguatu de olho nas eleições

O deputado Agenor Neto ficou no MDB. Ele tentava ir para o PSB, de olho na eleição em Iguatu. No fim das contas, a sigla pessebista acabou nas mãos do seu grupo político. O filho, Ilo Neto, e o ex-prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, se filiaram ao PSB. Um deles será candidato a prefeito do município contra o grupo da ex-deputada Mirian Sobreira.

Foto: José Leomar
  -  

Agenor Neto ainda na “peleja” para sair do MDB e se filiar ao PSB

O deputado Agenor Neto ainda está na “peleja” para sair do MDB e se filiar ao PSB. Ele é pré-candidato à Prefeitura de Iguatu. A mudança já está acertada faz um tempo com o presidente estadual do PSB, Denis Bezerra. O problema é que o ex-senador Eunício Oliveira, presidente do MDB no Ceará, ainda não liberou a sua saída e ele não sabe se liberará.

Foto: José Leomar
  -  

Presidente do PSB no Ceará trabalha filiação do deputado Agenor Neto para disputa em Iguatu

O presidente do PSB no Estado, deputado Denis Bezerra, trabalha a saída do deputado Agenor Neto do MDB para se filiar ao partido, para disputar a Prefeitura de Iguatu. Segundo Denis, a mudança acontecerá “o mais breve possível”. As articulações dependem de acordo entre o governador Camilo e o senador Eunício Oliveira, que quer manter Agenor no MDB.

Foto: Thiago Gadelha
  -  

Deputado Agenor Neto vai trocar MDB pelo PSB para disputar Eleições 2020

O deputado Agenor Neto, do MDB, vai para o PSB, para disputar a Prefeitura de Iguatu em 2020. Nos bastidores, integrantes do PSB falam que foi um pedido do governador Camilo. Agenor ia se filiar em 2018, mas Odorico Monteiro, presidente do partido na época, vetou. Agora, ele aguarda apenas uma conversa de Camilo com Eunício para concretizar.

  -  

Deputado Agenor Neto tira licença para cuidar do pai

O deputado estadual Agenor Neto (MDB) vai ficar 120 dias afastado do mandato na Assembleia, sem remuneração. Segundo ele, se dedicará a acompanhar tratamento de saúde do pai, o ex-deputado José Ilo Dantas. Assume a vaga, a partir desta quarta (14), o ex-prefeito de Tejuçuoca Edilardo Eufrásio (MDB). Ele é o 6° suplente a assumir em 7 meses de legislatura.