-  

“O dinheiro continua sumido”, diz líder da oposição na Câmara sobre compra de respiradores

“Cadê os R$ 17 milhões? Quem até agora foi incriminado? O que o TCU disse é que o dinheiro dos respiradores não é federal. (…) O dinheiro continua sumido”

Disse o líder da oposição, Márcio Martins (Pros), ao rebater o governista Adail Júnior (PDT) que pediu que a oposição se desculpasse por críticas à compra de respiradores pela Prefeitura de Fortaleza.

Foto: Camila Lima
  -  

Adail Júnior provoca oposição a pedir desculpas à população: “tem humildade pra isso?”

“(Eu falaria) ‘seguidores, me perdoem. Aquele negócio que falei da operação, o prefeito tinha razão. A verba não era federal. Não tinha nada que ter aquela operação’. (Se eu fosse da oposição) tinha humildade pra reconhecer, chegar nessa tribuna e pedir desculpa”

Adail Júnior (PDT) ao ironizar a oposição, após o TCU concluir não houve verba federal na compra de respiradores em Fortaleza.

Foto: Camila Lima
  -  

Base e oposição trocam acusações na Câmara Municipal e mostram que eleição dominará debate em plenário

O clima eleitoral demonstrado na sessão de hoje da Câmara Municipal de Fortaleza deu uma amostra de como será o período eleitoral na Casa. Os embates entre base e oposição irão se intensificar. Hoje (5), o momento mais forte foi as acusações ao prefeito Roberto Cláudio, feitas pelo vereador Márcio Martins (Pros). Adail Júnior (PDT) rebateu com acusações ao opositor.

Foto: Camila Lima
  -  

Disputa por autoria de projetos tumultua sessão na Câmara; “Pau que bate em Chico tem que bater em Francisco”

A disputa por autoria de propostas movimentou a sessão da Câmara Municipal de Fortaleza nesta manhã. Eron Moreira (PP) disse que Márcio Martins (Pros) copiou projeto seu. Evaldo Lima (PCdoB) também alegou ter sido preterido. Márcio negou e disse que “pau que bate em Chico tem que bater em Francisco”. Adail Jr (PDT) chamou a fala de “infeliz”. Impossível a um cidadão entender o debate.

 

 

  -  

Vereadores se exaltam e batem boca durante discussão no plenário da Câmara Municipal

Adail Júnior (PDT) e Sargento Reginauro (Sem Partido) se exaltaram em discussão sobre reivindicações da Polícia Militar do Ceará, órgão da alçada do Governo do Estado. Adail chegou a acusar Reginauro de utilizar uma ‘fake news’ no discurso, uma das causas do embate. Os outros vereadores reclamaram da interrupção do ‘pinga fogo’.

  -  

Vereador de Fortaleza reclama de “desprezo” por parte da presidência estadual do PDT

“Eu não me acostumei com esse desprezo. Não posso me conformar com (ter tido) 36 mil votos (para deputado estadual em 2018) e ter uma direção de partido que não tem um pingo de atenção, de reconhecimento”.

Adail Júnior (PDT) em crítica ao Diretório Estadual do PDT. O vereador acrescentou: “vão ter que me ouvir ou vão ter que me cassar”.

Foto: José Leomar