-  

Na Câmara Municipal, sessão é dominada por discussões sobre paralisação de grupos de policiais

A sessão da Câmara Municipal de Fortaleza foi alterada pela discussão a respeito da paralisação de grupos de militares no Ceará. Pelo menos 14 parlamentares subiram à tribuna para falar sobre o assunto. O presidente da Casa, Antônio Henrique, convocou ainda sessão extraordinária para finalizar as votações previstas para esta quinta-feira (20).

  -  

‘Não há intenção de extinguir benefícios’, diz Gardel Rolim sobre projeto com mudanças na Previdência

“Não há intenção de extinguir esses benefícios (licença prêmio e anuênios), há intenção de discutir um novo formato para que eles possam continuar sendo concedidos”.

Vereador Gardel Rolim (PDT), líder do Governo Sarto (PDT) na Câmara Municipal de Fortaleza, sobre projeto com mudanças na Previdência dos servidores reapresentado pela Prefeitura.

Foto: CMFor
  -  

Opositor pede vistas, e projeto que muda Previdência deve ser analisado na quarta pela Comissão Especial

Com pedido de vistas do vereador Guilherme Sampaio (PT), o projeto com mudanças na Previdência dos servidores de Fortaleza deve ser analisado pela Comissão Especial , instalada na Câmara Municipal de Fortaleza, apenas na quarta-feira (3). O objetivo, segundo o petista, é colher assinaturas para apresentar emendas à proposta.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

‘Isso é eficiência’, diz Adail sobre mudanças na Previdência estarem na pauta da Câmara desta terça

“A pauta é feita assim. Apareceu ontem à noite e veio na pauta hoje. Isso é eficiência da presidência”

Vereador Adail Júnior (PDT),  após parte da oposição reclamar do horário em que a proposta com mudanças na Previdência dos servidores municipais chegou à Câmara Municipal de Fortaleza, na noite de segunda-feira (1º). Nesta terça (2), a matéria começou a tramitar.

Foto: Isanelle Nascimento
  -  

Moro defende Capitão Wagner sobre motim da PM: “toda a preocupação era voltada a encerrar o movimento”

“Encontrei o deputado Capitão Wagner, conversamos e toda a preocupação era voltada a encerrar o movimento para atender a população de imediato. (…) Não voto em Fortaleza, mas faço esse esclarecimento de fato”.

Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça. Em vídeo publicado pelo senador Eduardo Girão (Podemos), ele saiu em defesa de Capitão Wagner (Pros), que vem sendo acusado pelo governador Camilo Santana de liderar paralisação de policiais militares neste ano.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
  -  

Representantes dos militares querem consenso sobre reajuste antes do dia 20 de março

Representantes dos militares estão com pressa para a votação da mensagem de reajuste salarial da categoria. O objetivo é chegar a um consenso nesta quinta (12) para levar a mensagem à votação no plenário da Assembleia Legislativa antes do próximo dia 20 de março, para que o aumento já conste na folha de pagamento dos militares em abril.

 

Foto: José Leomar
  -  

Aliados querem dimensionar ‘arranhões’ na imagem de Capitão Wagner após paralisação da PM

Aliados de Capitão Wagner (Pros) querem avaliar “arranhões” que podem ter ficado na imagem do parlamentar após as paralisações de PMs no Ceará. Uma pesquisa interna deve ser feita pelo Pros ainda neste mês para medir o impacto dos motins na imagem do parlamentar, pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza, tanto entre militares como na população em geral.

Foto: JL Rosa
  -  

Deputado propõe valor maior do auxílio emergencial em municípios com alto índice de contaminação

O deputado federal  Eduardo Bismarck (PDT) apresentou projeto de lei que institui auxílio emergencial complementar de R$ 600 aos moradores de cidades onde o número reprodutivo efetivo da Covid-19 esteja acima de 1,0. Segundo ele, a renovação do benefício por quatro parcelas de R$ 250 é necessária, mas a situação em algumas localidades exige maior suporte do Governo Federal.

  -  

Após aglomerações em visita de Bolsonaro ao Ceará, Tasso quer instalação da CPI da Covid-19 no Senado

O senador Tasso Jereissati (PSDB) disse ao jornalista Gerson Camarotti (G1) que cobrará do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a instalação da CPI da Covid-19 no Senado. “Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao mandar as pessoas à morte, estimulando aglomeração”, disse, após visita do presidente ao Ceará. Ao todo, 30 senadores assinaram o requerimento da CPI.

Foto: Moreira Mariz/Agência Senado
  -  

Célio Studart apresenta projeto de lei na Câmara dos Deputados para criar Dia Nacional do Jumento

O deputado federal Célio Studart (PV), defensor da causa animal, propôs um projeto de lei pra criar o Dia Nacional do Jumento. A data seria em homenagem ao padre Antônio Vieira, fundador do Clube Mundial do Jumento, em 1996. Ele justifica a proposta para “conscientizar a população sobre a importância de proteger os jumentos, que são patrimônio histórico”.

Foto: Agência Câmara
  -  

Cid cobra instalação da CPI da Covid-19 e ataca Bolsonaro: “inconsequente, irresponsável, despreparado”

O senador Cid Gomes (PDT) pediu, nesta terça-feira (2), urgência na instauração da CPI da Covid-19, que deve investigar irregularidades no combate à pandemia. Ele fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro. “Esse presidente inconsequente, irresponsável, despreparado precisa ter um alerta para que não cometa mais tais absurdos e fique negando um mal que o mundo inteiro teme”, disse.

Foto: Senado
  -  

Eduardo Girão mobiliza senadores para ampliar CPI da Covid-19 aos estados e municípios

Em meio às articulações para a implantação da CPI da Covid-19, o senador Eduardo Girão (Podemos) tem buscado assinaturas de colegas para estender as investigações do colegiado, caso ele seja criado, também a estados e municípios. Até agora, os nove senadores do Podemos apoiaram a iniciativa. “Estamos querendo mais amplitude nessa investigação”, defende Girão.

  -  

Após reunião com Lira, Camilo Santana volta a eleger vacinas como prioridade

A reunião dos governadores com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) nesta terça-feira (2), tratou de quatro pontos principais. Segundo Camilo Santana (PT), o encontro debateu  aquisição de vacinas, recursos para a saúde, auxílio emergencial e a criação de medidas para a recuperação econômica. O governador cearense participou da reunião virtualmente.

  -  

“O Estado tem recursos para comprar, mas não há vacinas disponíveis para aquisição direta”, diz Camilo Santana

Após reunião com representantes da vacina russa Sputnik, Camilo Santana (PT) disse que deseja comprar as vacinas, mas que não há suficientes. “Estamos em negociação com a Pfizer, fizemos contato com o Butantan e com laboratórios chineses, porém, ainda nenhuma está disponível para compra”, disse. “O Estado tem recursos para comprar”, acrescentou.

  -  

Após reunião em Brasília, Camilo diz que pretende comprar vacinas para complementar Plano Nacional

Em viagem a Brasília, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), tratou sobre a compra direta da vacina Sputnik pelos estados. “A multinacional informou que conta com 10 milhões de doses produzidas, que serão incorporadas ao Plano Nacional de Imunização assim que for aprovada pela Anvisa. Nossa intenção é a possibilidade da compra direta pelo Estado, em complemento ao PNI”, disse.

Foto: Divulgação
  -  

“Não é nenhuma novidade”, diz Gardel após líder do Pros orientar voto contrário a mudanças na Previdência

“O Pros vota contra as matérias do Governo há pelo menos quatro anos nessa Casa, então não vai ser novidade nenhuma o Pros votar contra”.

‌Vereador Gardel Rolim (PDT), após o líder do Pros, Pedro Matos, orientar a bancada a votar contra a proposta com mudanças na Previdência de Fortaleza. Na primeira vez que a matéria esteve na Casa, Matos liberou a bancada.

  -  

Em Brasília, Camilo Santana participará virtualmente de reunião com presidente da Câmara

Além da visita ao laboratório que representa a vacina Sputnik V, o governador Camilo Santana (PT) também participará hoje (2), em Brasília, de reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP). O parlamentar reúne cerca de 20 governadores para discutir a crise sanitária. Em Brasília, Camilo participará remotamente do encontro, informou a assessoria de Lira.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

Servidores voltam a protestar contra reforma da Previdência de Fortaleza nesta terça

Quase uma semana após reunião com a Prefeitura de Fortaleza sobre a reforma da Previdência Municipal, servidores foram à Câmara Municipal em novo protesto, nesta terça (2). Além do aumento da idade, do tempo de serviço e da contribuição previdenciária, entre outros pontos, sindicatos questionam a redução dos benefícios do anuênio e da licença prêmio.

Foto: Divulgação/Sindifort
  -  

Análise: Dr. Cabeto cobra diálogo com governo federal para adoção de medidas de restrição

Para o secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, o Brasil devia estar em ‘lockdown’ há mais de duas semanas. Ele explicou que o Ceará não ainda adotou a medida por causa dos seus impactos socioeconômicos, e cobra posição do Executivo Nacional. “O presidente discorda do protocolo adotado pelo Ceará, mas precisamos saber qual a posição do governo (federal) sobre o que fazer”. Leia análise.

Foto: José Leomar
  -  

Seis municípios cearenses já assinaram adesão ao consórcio nacional para compra de vacinas

Após reunião nesta segunda-feira (1º), prefeitos de seis municípios cearenses assinaram documento manifestando interesse em integrar o consórcio nacional de prefeitos para compra de vacinas. Os gestores de Sobral, Milhã, São Luís do Curu, Quixelô, São Gonçalo do Amarante e Nova Olinda terão de receber aval dos vereadores. Os municípios têm até 22 de março para aderir ao consórcio.

Foto: Divulgação