Para Tasso, reforma é urgente, mas não garante retomada imediata de empregos

“Não subestimemos a gravidade e a urgência da celeridade da votação da reforma da Previdência como essencial para a retomada dos empregos. Como relator, não posso dizer que sou convicto de que vão ser retomados imediatamente, porque não vão, mas nós vamos estancar uma doença grave”.

Tasso Jereissati, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, sobre a reforma da Previdência.