-  

Câmara aprova projeto de lei que reconhece templos religiosos como atividade essencial em Fortaleza

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou, nesta quinta-feira (18), projeto do vereador Ronaldo Martins (Republicanos) que reconhece igrejas e templos religiosos de qualquer crença como atividades essenciais. A medida permite a imposição de restrições de pessoas pelas autoridades sanitárias. A matéria segue para sanção do prefeito José Sarto (PDT).

  -  

Deputado quer incluir atividades religiosas como essenciais durante calamidade pública

O deputado estadual Tony Brito (Pros) apresentou projeto para proibir o fechamento de templos religiosos durante qualquer período no Estado. A medida teria efeito caso houvesse necessidade de novo “lockdown”. Na 4ª fase de reabertura, os templos, que ficaram fechados até 22 de junho, podem funcionar com uma pessoa a cada sete metros quadrados.

Foto: José Leomar
  -  

‘Sou uma base independente’, diz Dra. Silvana sobre divergências quanto a medidas de isolamento

“Sou uma base independente, faço situação para representar os interesses do meu povo, que é da igreja. Fui reclamar com o governador para abrir as igrejas. No comitê de crise não tem um representante da fé. Até agora não fui atendida. Estou magoada.”

Dra. Silvana (PL), sobre cobranças ao Governo do Estado para incluir templos religiosos no decreto que autoriza a abertura de serviços essenciais.

Foto: Junior Pio