-  

‘Sou uma base independente’, diz Dra. Silvana sobre divergências quanto a medidas de isolamento

“Sou uma base independente, faço situação para representar os interesses do meu povo, que é da igreja. Fui reclamar com o governador para abrir as igrejas. No comitê de crise não tem um representante da fé. Até agora não fui atendida. Estou magoada.”

Dra. Silvana (PL), sobre cobranças ao Governo do Estado para incluir templos religiosos no decreto que autoriza a abertura de serviços essenciais.

Foto: Junior Pio