-  

Moro defende Capitão Wagner sobre motim da PM: “toda a preocupação era voltada a encerrar o movimento”

“Encontrei o deputado Capitão Wagner, conversamos e toda a preocupação era voltada a encerrar o movimento para atender a população de imediato. (…) Não voto em Fortaleza, mas faço esse esclarecimento de fato”.

Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça. Em vídeo publicado pelo senador Eduardo Girão (Podemos), ele saiu em defesa de Capitão Wagner (Pros), que vem sendo acusado pelo governador Camilo Santana de liderar paralisação de policiais militares neste ano.

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
  -  

Em ‘live’ com empresários cearenses, Moro diz que decisões da Lava Jato tiveram base “na lei e nas provas”

Convidado da transmissão ao vivo de hoje (13) do Lide Ceará, o ex-ministro e ex-juiz Sérgio Moro respondeu sobre a retirada da delação de Antônio Palocci do processo contra Lula e sobre o julgamento do pedido de suspeição que o Supremo deve analisar até outubro. Moro negou intenções políticas na operação. “Decidi a Lava Jato com base na lei e nas provas”, garantiu.

  -  

Moro ressalta queda nos índices de violência no Ceará em comemoração aos 400 dias de Governo Bolsonaro

O ministro Sérgio Moro citou a redução da violência no Ceará, nesta quarta (6), em evento de comemoração aos 400 dias de Governo Bolsonaro, em Brasília. Ele lembrou a crise na segurança há um ano e pontuou que “em um mês a crise estava resolvida. Crimes caíram drasticamente no Ceará já no início do ano”, disse, citando parceria com o Governo do Estado.

Foto: Carolina Antunes/PR
  -  

Camilo conversa com Bolsonaro sobre ataques e agradece o apoio do governo federal

O governador Camilo Santana (PT) conversou, hoje, por telefone, com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a onda de ataques criminosos no Estado. Em sua página no Facebook, Camilo agradeceu o apoio do presidente, sem dar mais detalhes. O governador citou também, em tom de agradecimento, o ministro da Justiça, Sérgio Moro.