-  

Em agenda sem Sarto, Élcio defende mais ações de urbanização, Educação e Saúde na Capital

Em caminhada no bairro Floresta, o candidato a vice-prefeito na chapa do PDT em Fortaleza, Élcio Batista (PSB), afirmou que Sarto Nogueira (PDT) pretende avançar em ações de urbanização, Educação e Saúde na Cidade. “Melhorar o atendimento na saúde e ao mesmo tempo reforçar a educação. Isso são dois compromissos do Sarto com Fortaleza”, afirmou.

  -  

Célio Studart defende maior transparência nos contratos de gestão hospitalar

O candidato à Prefeitura de Fortaleza, Célio Studart (PV), cumpre agendas internas, nesta segunda (19). Em entrevista ao SVM, ele disse que uma de suas prioridades na área da Saúde, em eventual gestão, será a primeira infância e defendeu mais transparência nos contratos de gestão hospitalar. “Ter uma revisão mais cautelosa com os gastos”, defende.

Foto: Isanelle Nascimento
  -  

Heitor Férrer quer criar programa de Saúde com ginecologista em cada um dos postos de Fortaleza

Durante agenda, nesta segunda (12), o candidato à Prefeitura de Fortaleza, Heitor Férrer (SD), disse que vai instalar o programa “Meu ginecologista“. A ideia dele é colocar um ginecologista em cada um dos 115 postos de saúde da Capital para diagnosticar câncer de mama, útero e ovário. “O câncer é curável. A minha política de saúde vai ser preventiva”.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

Paula Colares quer realizar concurso público para a Saúde e construir cinco hospitais em Fortaleza

A candidata à Prefeitura de Fortaleza Paula Colares (UP) participou, nesta sexta (9), de um ato em defesa da Saúde, em frente ao Frotinha da Parangaba. Ela chamou atenção para a necessidade de fortalecer o sistema público de saúde. Paula disse que pretende abrir concurso público para a Saúde e construir cincos hospitais nos bairros menos desenvolvidos.

Foto: Camila Lima
  -  

Assembleia aprova aumento de repasse do ICMS para prefeituras que atingirem metas na Saúde

Os deputados estaduais aprovaram, nesta quinta (1º), projeto de lei do Governo do Estado que aumenta de 5% para 15% o repasse do ICMS para as prefeituras que melhorarem os índices da Saúde. O montante a ser distribuído aos municípios cearenses deve subir de R$175 milhões para R$525 milhões. Os critérios de repasse ainda serão definidos pelo Estado.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

Sarto defende ampliação de especialidades nos equipamentos de saúde da Capital

Após visitar uma policlínica, nesta terça (29), o candidato à Prefeitura de Fortaleza Sarto Nogueira (PDT) defendeu que novas especialidades sejam ofertadas nos equipamentos de saúde da Capital. Além disso, destacou cirurgias eletivas e exames especializados como demandas da gestão. Médico, Sarto tem priorizado a Saúde na agenda de campanha.

Foto: Isanelle Nascimento
  -  

Assembleia Legislativa deve retomar atividades presenciais na 4ª fase da reabertura

Assembleia Legislativa e Secretaria Estadual de Saúde discutiram, nesta terça-feira (8), medidas e protocolos para a retomada gradual das atividades presenciais na Casa. Além de testes rápidos, também serão realizados exames em servidores e parlamentares. Segundo o secretário Dr. Cabeto, a tendência é que a Assembleia volte na 4ª fase do plano de retomada da economia.

  -  

Secretário da Saúde se reúne com gestores do Cariri em Juazeiro do Norte

O secretário da Saúde, Dr. Cabeto, estará na segunda (29) em Juazeiro do Norte com técnicos da área e prefeitos da macrorregião do Cariri para tratar das questões de combate à Covid-19 na região. A informações é do prefeito de Juazeiro, Arnon Bezerra (PTB), que participou ontem de videoconferência com o secretário e o presidente da Aprece, Nilson Diniz.

Foto: Reprodução
  -  

“Estamos prestes a ter desabastecimento em todos os estados de medicamentos”, diz secretário do Conass

“Estamos prestes a ter desabastecimento em todos os estados de medicamentos que a gente chama ‘kit de UTI’, relaxante, anestésico, etc. (…) Vamos competir de novo na área internacional por medicamentos. Isso demonstra um erro grave de política de planejamento nacional”.

Disse o secretário do Conass, Jurandir Frutuoso, no Seminário de Gestores Públicos.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

“O maior vexame no começo da pandemia foi trazer máscaras cirúrgicas da China”, diz Odorico Monteiro

O ex-deputado e pesquisador da Fiocruz, Odorico Monteiro, frisou, no Seminário de Gestores Públicos, a carência do Brasil em produzir os insumos básicos para combater a Covid-19 e a dificuldade de gestores na corrida mundial para comprar equipamentos. Ele lembrou que o Ceará precisou brigar por ventiladores que foram retidos pelo Governo Federal.

Foto: Fabiane de Paula