-  

Análise: PEC aprovada na Assembleia divide opiniões de deputados sobre seus efeitos

Deputados divergem sobre os efeitos da PEC aprovada na Assembleia nesta terça-feira (22), que proíbe a reeleição ao comando da Casa na disputa imediatamente subsequente. Contudo, existe a dúvida se o presidente Evandro Leitão (PDT) poderá concorrer novamente ao cargo ou se essa possibilidade é vetada. Leia análise de Inácio Aguiar.

Foto: José Leomar
  -  

CCJ é convocada em última sessão na AL para votação de PEC que proíbe reeleição na Mesa Diretora

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia foi convocada para esta terça (22) para votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que proíbe a reeleição de membros da Mesa Diretora. A dúvida era se o texto é similar ao da Câmara Federal que permite reeleição em legislaturas diferentes e é o mesmo. A PEC deve ser consenso na base aliada.

Foto: José Leomar
  -  

Votação de PEC que proíbe reeleição de integrantes da Mesa Diretora da AL foi adiada nas comissões

Foi adiada a votação nas comissões da Assembleia da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que proíbe a reeleição dos integrantes da Mesa Diretora. A proposta é de autoria do deputado Guilherme Landim (PDT) e causa polêmica na base aliada. Os deputados Elmano de Freitas (PT) e Audic Mota (PSB) pediram vista, ou seja, mais tempo para analisar.

Foto: Júnior Pio/AL-CE
  -  

Análise: PEC contra reeleição ao comando da Assembleia é analisada na CCJ

Nesta quarta-feira (16), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa analisará a PEC Estadual que veta a reeleição à Mesa Diretora da Casa. A pauta – que já causou causou divisão na base governista – é de autoria de Guilherme Landim (PDT). Leia análise de Inácio Aguiar.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

Ivo Gomes e Christianne Coelho repetem chapa para disputa à reeleição em Sobral

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), que vai disputar a reeleição, anunciou, nesta quinta-feira (10), nas redes sociais, que a petista Christianne Coelho e ele concorrerão novamente juntos na disputa municipal de novembro. “Faremos isso pelo muito que ainda falta realizar pra que Sobral se transforme numa cidade mais justa”, disse o gestor.