Foto: Isanelle Nascimento

“Esperamos ser convocados para o diálogo”, diz Camilo Santana sobre privatização do Parque de Jericoacoara

Sobre a inclusão do Parque de Jericoacoara em programa de privatizações do governo federal, o governador Camilo Santana afirma que espera “ser convocado para o diálogo e poder encaminhar o que seja melhor para o Estado e para a região”. O governador disse ainda que “tudo merece debate”, mas que é preciso “ter uma visão de sustentabilidade” para a área.

Foto: JL Rosa

Caso do Parque de Jericoacoara deve elevar divergências entre Camilo e Bolsonaro

O decreto publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (3) que inclui Jericoacoara em programa de privatizações, deve elevar divergências entre o governador Camilo Santana e o governo Bolsonaro. Desde o início da ofensiva Federal sobre o parque, Camilo tem rechaçado a intervenção: “Como você privatiza algo que não é seu?”, disse em setembro.

Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

PEC de cearense exige lei específica para criação de subsidiária de estatal

Tramita na Câmara dos Deputados, a PEC 150/19, de autoria do deputado federal Lêonidas Cristino (PDT), que visa dificultar a privatização de subsidiárias. Pela proposta, a criação de subsidiária de estatal ou sua participação em empresa privada se dará por meio de lei específica.  A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) irá analisar a admissibilidade da PEC.

Foto: Kid Júnior

Guedes diz que governo federal vai acelerar processo de privatizações

“Qual a dúvida de privatizar os Correios? Lá nasceu o mensalão. Ninguém escreve mais cartas, hoje”.

Paulo Guedes, ministro da Economia, ao dizer que o governo vai acelerar o processo de privatizações. Segundo ele, está “demorando demais” a efetivação da venda de empresas públicas. Os controles públicos são excessivos, diz ele.

Governo federal vai incluir transposição do São Francisco em lista de privatizações

A transferência de operação e manutenção da Transposição de águas do Rio São Francisco para a iniciativa privada deve ocorrer no terceiro trimestre de 2020. A informação é confirmada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, responsável pela conclusão das obras. O custo estimado é de R$ 300 milhões por ano.

Reportagem do Diário do Nordeste