-  

Previdência: Assembleia teve o intuito de “garantir integridade” ao barrar entrada de manifestantes, diz Sarto

“Tenho que garantir a integridade de deputados, assessores, imprensa e dos próprios manifestantes”.

José Sarto, presidente da Assembleia Legislativa, sobre a proibição de acesso dos manifestantes às galerias na discussão sobre a reforma da Previdência Estadual.

Foto: José Leomar
  -  

Deputados do PCdoB na mira da militância do partido na reforma da Previdência

Além do PT, os deputados estaduais do PCdoB também estão na mira da militância do partido para votarem contra a reforma da Previdência Estadual. Nos bastidores, Augusta Brito vem sendo bastante pressionada. Já Já Carlos Felipe tem sido crítico da proposta, um dos poucos dentro da base aliada.

  -  

Governador teria ligado a deputados da base no esforço para consolidar votos na Previdência

O governador Camilo Santana ligou para deputados da base, ontem (18), na véspera da votação da reforma da Previdência na Assembleia, para tentar convencê-los a votar a favor. Segundo fontes ligadas a parlamentares da base, Camilo agradeceu o trabalho dos deputados e disse que há esforço do governo para acatar emendas para mudar pontos do texto.

  -  

PSB convoca deputados para falar de reforma da Previdência do Ceará

O presidente estadual do PSB, deputado federal Denis Bezerra, convocou membros da Executiva e deputados do partido no Ceará para debater a reforma da Previdência estadual agora de manhã na sede da legenda. O partido liberou a bancada. Audic Mota e Nizo Costa o são os deputados estaduais do PSB. A reforma será votada hoje na Assembleia.

  -  

Reforma da Previdência Estadual é aprovada nas comissões e vai ao plenário nesta quinta (19)

As propostas de reforma da Previdência do Governo Camilo foram aprovadas, hoje (18), nas comissões técnicas, com uma emenda da deputada de oposição Fernanda Pessoa (PSDB). O restante das outras emendas, o “emendão”, vai ser apresentado em Plenário. A tendência é votar a reforma na quinta (19), e limpar a pauta para o recesso.

  -  

Batalhão de Choque usa spray de pimenta e barra entrada de manifestantes na Assembleia

O clima ficou ainda mais tenso dentro e fora da Assembleia. Policiais do Batalhão de Choque entraram em ação e usaram até spray de pimenta para barrar a entrada de servidores e lideranças sindicais que estão protestando contra a reforma da Previdência estadual. Deputados foram surpreendidos com o barulho dos policiais e os gritos dos manifestantes.

  -  

Em meio a pressões, líder do governo descarta retirar a reforma da Previdência do Estado

“A retirada está fora de cogitação”.

Deputado Júlio César Filho (Cidadania), líder do governo na Assembleia, nesta terça (17), em meio a críticas da oposição e pressão de servidores para retirar a urgência dos projetos de reforma da Previdência estadual. Projeto pode ser votado ainda antes do Natal.

Foto: José Leomar
  -  

Deputadas negociam emendas para diminuir idade mínima das mulheres na reforma da Previdência

Deputadas estaduais estão negociando com a liderança do governo emendas à reforma da Previdência do Governo Camilo que diminuam a idade mínima para as mulheres se aposentarem. Augusta Brito (PCdoB) lidera as tratativas. Na proposta, a idade mínima para as mulheres aumentaria de 55 para 62, sete anos, mais do que a idade mínima dos homens – 60 para 65 anos.

  -  

Deputados da base criticam colegas do PT por postura na discussão da Previdência

Em meio à críticas da oposição e de segmento dos servidores estaduais, deputados da base aliada do governador Camilo Santana estão revoltados mesmo é com os deputados do PT. Segundo um deles, parlamentares só “querem o bônus. Na hora do ônus, caem fora”, disse em relação à Previdência estadual.

Foto: José Leomar
  -  

Em meio a protestos de servidores, Assembleia reforça segurança e restringe acesso

Chama atenção, nesta manhã (17), a presença de policiais nas entradas do prédio da Assembleia e do Plenário 13 de Maio. A Casa tem sido palco de protestos de servidores contra a Reforma da Previdência do Estado. A maior mobilização está prevista para amanhã (18). Na sessão de hoje, serão votados 358 requerimentos. A ordem é zerar a pauta.‎

Foto: José Leomar