Foto: Érika Fonseca

Vereadora Priscila Costa assume a presidência de PSC em Fortaleza

A vereadora Priscila Costa assumiu a presidência do diretório municipal do PSC em Fortaleza. Na janela partidária, a parlamentar deixou o PRTB e filiou-se ao partido cristão, juntando-se aos aliados ao deputado Capitão Wagner e indo para a oposição ao prefeito Roberto Cláudio (PDT). A sigla quer fazer, pelo menos, quatro vereadores.

Foto: Agência Senado

Tasso diz estar em “profundo desacordo” com decreto de Camilo que “flexibilizou” isolamento social

O senador Tasso Jereissati (PSDB), ainda na noite deste domingo (5), criticou o que chamou de “flexibilização” promovida pelo decreto do governador Camilo Santana nas medidas de isolamento social na pandemia do coronavírus. Para o senador, o número de “contaminados pode explodir no estado”.

Foto: Agência Senado

Prisco Bezerra quer envolvimento do setor bancário no combate ao coronavírus

O senador Prisco Bezerra (PDT) avalia apresentar proposta no Senado que envolva o setor bancário no combate ao coronavírus. Ele afirma que os altos juros e a baixa capacidade de crédito podem resultar em “uma quebradeira generalizada” de pequenas, médias e até grandes empresas.

Câmara Municipal de Fortaleza irá realiza primeira sessão remota nesta terça-feira (31)

Os vereadores de Fortaleza irão realizar a primeira sessão parlamentar remota da Câmara Municipal, na manhã desta terça-feira (31). A convocação do presidente da Casa, Antônio Henrique, têm como ponto central a discussão de medidas de combate ao avanço do novo coronavírus e atende a uma demanda dos parlamentares de a situação na Capital.

Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante doa recursos para serem para serem revertidos em cartão alimentação

O presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo do Amarante, Ednaldo Martins, anunciou a doação inicial de R$ 102,8 mil para serem revertidos ao cartão alimentação direcionado a famílias mais vulneráveis da cidade. O Legislativo se comprometeu ainda a doar mensalmente para o Município o montante de R$ 100 mil enquanto durar a pandemia de coronavírus.

Foto: Juliano Soares

Lideranças do PT na Câmara dos Deputados entram com ação contra Bolsonaro

Com lideranças petistas na Câmara dos Deputados, como Gleissi Hoffmann e Enio Verri, José Guimarães assinou ação popular na Justiça Federal para cancelar a campanha “O Brasil não vai parar”, que estimula a retomada de atividades durante a pandemia do coronavírus. Na ação, também é cobrada a devolução à União dos R$ 4,8 milhões gastos na publicidade.

Câmara Municipal de Fortaleza arrecada 17 toneladas de alimentos em prol de afetados pela quarentena

A Câmara Municipal de Fortaleza arrecadou, desde o dia 24 de março, 17 toneladas de alimentos para doar a fortalezenses que estejam impossibilitados de trabalhar no período de isolamento social. Parte dos vereadores doou 20% do salário para contribuir com a arrecadação. As doações podem ser entregues na sede da Câmara ou recolhidas na casa dos voluntários.

Em casos de pautas urgentes, vereadores vão realizar sessões extraordinárias remotas

A Câmara Municipal de Fortaleza deve fazer sessões extraordinárias remotas, em casos de pautas urgentes para deliberação dos parlamentares. É do presidente do Legislativo municipal, Antônio Henrique (PDT), a prerrogativa de convocá-la. Os vereadores discutiram essa e outras medidas para o combate ao avanço do novo coronavírus em reunião virtual.

Sarto convoca sessão remota da Assembleia para votar medidas de combate ao coronavírus

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Sarto (PDT), convocou sessão deliberativa remota para esta sexta (27). Em pauta, três projetos enviados pelo Governo Estadual com medidas de enfrentamento ao novo coronavírus. Eles buscam simplificar aquisição de insumos e equipamentos imprescindíveis, desonerar doações e estimular o acesso à cultura.

Lideradas por cearenses, bancadas da Oposição e da Minoria propõem programa emergencial de renda básica

José Guimarães (PT), líder da Minoria na Câmara, e André Figueiredo (PDT), líder da Oposição, protocolaram, em nome das bancadas, projeto que cria Programa de Renda Cidadã Emergencial. É proposto repasse de R$ 300 per capita, sendo pelo menos um salário mínimo por família em condição de vulnerabilidade social em períodos de emergência e de calamidade.