Foto: José Leomar

Representantes dos militares querem consenso sobre reajuste antes do dia 20 de março

Representantes dos militares estão com pressa para a votação da mensagem de reajuste salarial da categoria. O objetivo é chegar a um consenso nesta quinta (12) para levar a mensagem à votação no plenário da Assembleia Legislativa antes do próximo dia 20 de março, para que o aumento já conste na folha de pagamento dos militares em abril.

 

Foto: JL Rosa

Aliados querem dimensionar ‘arranhões’ na imagem de Capitão Wagner após paralisação da PM

Aliados de Capitão Wagner (Pros) querem avaliar “arranhões” que podem ter ficado na imagem do parlamentar após as paralisações de PMs no Ceará. Uma pesquisa interna deve ser feita pelo Pros ainda neste mês para medir o impacto dos motins na imagem do parlamentar, pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza, tanto entre militares como na população em geral.

PEC que proíbe anistia a policiais amotinados é aprovada em 1ª votação

A PEC que proíbe anistia administrativa a policiais militares que participem de motins ou paralisações foi aprovada no 1º turno de votação na Assembleia Legislativa do Ceará. Foram 34 votos favoráveis, com apenas 2 votos contrários e 1 abstenção. Ao todo, oito deputados não votaram. O 2º turno da votação deve ocorrer ainda nesta terça-feira (03).

Vereadores de Fortaleza comemoram fim das paralisações da PM

Na primeira sessão da Câmara Municipal de Fortaleza após o fim da paralisação de policiais militares, os vereadores subiram a tribuna para comemorar a volta à normalidade das atividades dos PMs no Estado. Foram feitos elogios ao governador Camilo Santana, além de críticas “aos pequenos grupos de policiais amotinados”.

Foto: José Leomar

Deputado Carlos Felipe defende que punição dos PM’s fique em segundo plano em tentativa de solucionar crise

Sendo a anistia o maior entrave na negociação do impasse entre Estado e PM’s, o deputado Carlos Felipe (PCdoB) defendeu hoje (27) que priorizar a punição pode estender a crise. “É importante que esse movimento acabe e que a tropa se sinta motivada. Então esse processo de colocar muito em cima a coisa da punição talvez não seja o melhor caminho”, disse.

Foto: José Leomar

Em defesa da categoria, Delegado Cavalcante chama de “crianças” PM’s punidos pelo Estado

Conhecido pela postura punitiva quando o assunto é criminalidade, o deputado Delegado Cavalcante (PSL) adota visão mais branda ao tratar dos policiais punidos pelo Estado por deserção ou adesão ao motim. “Estão marginalizando um bocado de criança, de 18, 19 anos, a 25 anos. Prendendo arbitrariamente, sem dar direito à defesa”, disse hoje (27) na Assembleia.

Na Câmara Municipal, sessão é dominada por discussões sobre paralisação de grupos de policiais

A sessão da Câmara Municipal de Fortaleza foi alterada pela discussão a respeito da paralisação de grupos de militares no Ceará. Pelo menos 14 parlamentares subiram à tribuna para falar sobre o assunto. O presidente da Casa, Antônio Henrique, convocou ainda sessão extraordinária para finalizar as votações previstas para esta quinta-feira (20).

Câmara Municipal: Paralisação da Polícia Militar gera embate entre vereadores

Vereadores entraram em embate a respeito do atentado sofrido pelo senador licenciado Cid Gomes. Enquanto Sargento Reginauro cobrou punição para Cid por ter tentando utilizar a retroescavadeira para entrar no prédio em Sobral, Ésio Feitosa afirmou que o grupo político liderado por Capitão Wagner tem intenções “políticas-eleitoreiras” na paralisação da PM.

“Eu não vejo outro motivo que não eleitoreiro”, afirma presidente da Câmara Municipal sobre paralisação de PMs

Os homens que deveriam estar proporcionando segurança, estão ameaçando. (…) Uma eleição se avizinha e estão usando dessa situação para querer crescer dentro das suas categorias para um cargo político que talvez queira ocupar.

Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique, afirma que há “motivos eleitoreiros” para a paralisação.