-  

Justiça Federal condena ex-superintendente do DNIT por fraude em licitações no Ceará

A Justiça Federal condenou o ex-superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Ceará, Joaquim Guedes, e outras três pessoas acusadas por fraudar licitações de obras na rodovia BR-222 entre 2009 e 2010. Ele recebeu pena de 14 anos de prisão, além de pagamento de multa de R$ 347.979,06, em ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF).

  -  

MPF sugere desconto em folha para servidor que recebeu auxílio irregularmente

O MPF recomendou hoje, ao presidente do TCE, Valdomiro Távora, que o órgão determine o desconto no contracheque dos servidores que receberam indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600,00 e que não fizerem a devolução através de Guia de Recolhimento da União (GRU) até o fechamento da folha de junho. O TCE tem 72h para se manifestar.

Foto: Agência Brasil
  -  

MPF abre inquérito contra Tiririca por gastar mais de R$ 70 mil em voos

O Ministério Público Federal (MPF) abriu, no dia 18 deste mês, investigação contra o deputado federal Tiririca (PL) para investigar o uso irregular de verba de gabinete para realizar viagens particulares. Tiririca gastou, neste ano, mais de R$ 70 mil em viagens de Brasília para o Ceará, mesmo sendo eleito pelo estado de São Paulo. As informações são da Época.

 

Foto: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados
  -  

Justiça Federal condena prefeito de Apuiarés por improbidade administrativa

Roberto Sávio Gomes da Silva é acusado em ação do MPF-CE de desviar recursos do Ministério do Turismo para a realização do “Apuiarés Junino”, em 2012. Na decisão, o juiz determina a devolução de R$ 100 mil, pagamento de multa de R$ 25 mil e perda dos direitos políticos por cinco anos. Cabe recurso à decisão. A defesa diz ainda não ter sido notificada.

  -  

MPF é provocado para apurar denúncias de intimidação a protesto na UFC

As denúncias de intimidação de manifestantes na reitoria da UFC por seguranças particulares chegaram ao Ministério Público Federal (MPF) no Ceará. Duas representações foram apresentadas ao órgão – uma advinda da ADUFC (sindicato dos professores); outra anônima – pedindo que os relatos sejam apurados e que cessem tentativas de intimidação ao protesto contra a nomeação de Cândido Albuquerque para o cargo de reitor.

Foto: Helene Santos
  -  

Deltan marcou almoço com Eduardo Girão na tentativa de fazer lobby para colega na PGR

O senador cearense Eduardo Girão (Pode) é citado em diálogos do procurador Deltan Dallagnol, da Lava Jato. Nas mensagens, Deltan comunica o também procurador Vladimir Aras, que articulava indicação à PGR, sobre um almoço com Girão, que confirma o encontro.

Foto: FORTALEZA 20 DE JULHO 2017. DELTAN DALLAGNOL PROCURADOR DO MINISTERIO PUBLICO FEDERAL E COORDENADOR DA OPERACAO LAVA JATO