-  

‘Torço muito para Educação voltar a ter atenção’, diz Camilo Santana após saída de Weintraub do MEC

Torço muito para que a Educação brasileira volte a ter a atenção, o respeito e o valor que merece. Que os graves retrocessos dos últimos meses sejam reparados de forma urgente. Nenhum país se desenvolve e supera desigualdades sem colocar a educação como prioridade absoluta”.

Governador Camilo Santana (PT), no Twitter, após a saída de Abraham Weintraub do MEC.
Foto: Helene Santos
  -  

Comissão de Educação da Assembleia repudia posição do MEC sobre manutenção do cronograma do Enem

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa repudiou, hoje, a decisão do Ministério da Educação (MEC) de manter as datas das provas do Enem para novembro. Para a Comissão, presidida pelo deputado Queiroz Filho (PDT), a decisão amplia as desigualdades no processo seletivo, já que um terço da população brasileira não tem acesso à internet.

Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa
  -  

Sobral e Maracanaú vão sediar escolas cívico-militares em 2020

Sobral e Maracanaú foram selecionados pelo MEC para sediarem duas, das 54 escolas do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, em 2020. Serão 38 escolas estaduais e 16 municipais, em 23 estados e no Distrito Federal. Segundo o MEC, a escolha levou em conta a localidade, a partir de uma equação com variáveis com base em critérios técnicos.

Foto: MEC/Divulgação
  -  

Apenas dois cearenses participam de reunião com ministro da Educação sobre escolas cívico-militares

Dos 25 parlamentares da bancada cearense, os deputados Domingos Neto (PSD) e Aj Albuquerque (PP) foram os únicos  que participaram, nesta terça (5), da reunião com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para tratar sobre as escolas cívico-militares no Estado do Ceará, o único do Nordeste. O projeto será implantado nos municípios de Sobral, Maracanaú e Caucaia.

  -  

MEC libera mais de R$47 milhões para ensino superior no Ceará

O Ministério da Educação (MEC) liberou os recursos para as universidades e institutos do Ceará que estavam bloqueados em razão da Lei de Responsabilidade Fiscal.  Serão R$21,3 milhões para UFC, R$5,6 milhões para UNILAB,  R$3,9 milhões para UFCA e R$16,7 milhões ao IFCE. Os valores são para despesas de custeio das instituições.

  -  

Após confusão sobre adesão do Estado a programa do MEC, deputado apaga postagem

O dep. André Fernandes apagou post no Instagram que veiculava a informação falsa de que Camilo Santana não aderiu às escolas cívico-militares do MEC. O ofício do Estado foi enviado na quarta (25). O prazo de adesão acabou dia 27. André disse que consultou o Ministério na sexta de manhã, mas o ofício chegou à tarde. O MEC divulgará lista oficial amanhã.

 

 

Foto: Camila Lima
  -  

Termina na sexta-feira para estados e municípios aderirem ao modelo cívico-militar nas escolas

Estados e municípios têm até sexta-feira (27) para aderir ao modelo de escolas cívico-militar proposto pelo governo federal. A gestão compartilhada com civis e militares será implementada em 2020, em 54 escolas, com 500 a mil alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental ou médio. O governo quer implementar o programa em 216 escolas até 2023.

  -  

“Precisamos internacionalizar as novas ações”, promete reitor empossado da UFC

“A universidade brasileira precisa acordar para essa nova realidade do mercado de trabalho, precisamos dar aos nossos alunos novas e modernas habilidades para que estejam preparados para o futuro. Precisamos inovar, empreender e internacionalizar as novas ações”

Cândido Albuquerque, empossado reitor da UFC, nesta quinta, em Brasília