-  

“Não subo em chapa com o PDT. Eu não me junto a traidores”, diz Eunício Oliveira

Com possibilidades de apoiar Luizianne Lins (PT) e Heitor Férrer (SD) em Fortaleza, o MDB só tem definido até agora quem não vai receber apoio do partido. “A única decisão que eu tenho é: não subo em chapa com o PDT nessas eleições. Eu não me junto a traidores”, disse. O ex-senador culpa os pedetistas pela derrota dele em 2018.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

Cresce articulação entre Luizianne e Eunicio para aliança na eleição em Fortaleza

A deputada Luizianne Lins e o ex-senador Eunício Oliveira estão interessados e trabalham, reservadamente, na aliança de PT e MDB na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Luizianne está fazendo contatos com emedebistas. A aliança pode sinalizar que a vice de Luizianne saíra mesmo do MDB. Eunicio se reúne hoje (10) com o governador. No PT, difícil será convencer a ala “havy metal” a ter o MDB na coligação.

  -  

Eunício se reúne com Camilo nos próximos dias e conversa pode ser decisiva para rumo do MDB em Fortaleza

Todos querem saber: em qual palanque o ex-senador Eunício Oliveira estará na eleição em Fortaleza? Nos próximos dias, ele vai conversar com o governador Camilo Santana, forte aliado seu. O diálogo pode ser decisivo para o rumo do MDB, que cogita aliança com o PT (Luizianne Lins), Solidariedade (Heitor Férrer) ou lançar candidato (opção mais remota).

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

MDB ventila ex-secretária-executiva do Esporte como candidata a vice em troca de possível aliança com o PT

O MDB tem ventilado o nome de Jade Romero, ex-secretária-executiva do Esporte do Estado, para ser candidata a vice em possível chapa do PT com Luizianne Lins. “Duas mulheres, duas loiras, dá certinho, mas ainda não tem nada definido. O senador Eunício vai conversar essa semana com o governador”, disse Walter Cavalcante (MDB). Porém, alguns petistas são relutantes em aliança com o MDB.

Foto: Reprodução/Instagram
  -  

Família Rodrigues define se será pai ou filho o candidato à Prefeitura de Sobral em 2020

O deputado federal Moses Rodrigues (MDB) e seu grupo político vão decidir na próxima semana sobre a chapa que concorrerá à Prefeitura de Sobral. A dúvida lá é se será ele mesmo o candidato ou o pai, Oscar Rodrigues. A família Rodrigues enfrentará Ivo Gomes (PDT), que busca a reeleição e integra outra família tradicional: Ferreira Gomes.

Foto: Kiko Silva
  -  

Possibilidade de aliança PT-PDT em Fortaleza mexe com lideranças e é aguardada para definições

Alguns partidos estão dependendo das negociações de aliança entre PT e PDT em Fortaleza para bater o martelo na disputa. O PSDB observa os movimentos de Camilo Santana em prol da aliança antes de definir o rumo, mas com certo incômodo. A cúpula tucana cogita compor chapa com o PDT, não com PT. O MDB também aguarda definição da aliança para se decidir.

Foto: José Leomar
  -  

MDB vive indecisão na eleição de Fortaleza e tem desafio de não sair enfraquecido

Dos partidos que ainda não definiram o rumo na eleição em Fortaleza, o MDB é o mais indeciso. A sigla comandada por Eunício Oliveira cogita aliança com oa pré-candidatos Capitão Wagner (Pros), Heitor Ferrer (SD) e não descarta o PT (envolve outras variáveis). O partido tem bom tempo de propaganda e tenta se valorizar para evitar cenário pior no pós-eleição.

  -  

Alas do PT têm restrições à aliança com MDB na eleição em Fortaleza

É fato que houve sondagens do PT ao MDB para a eleição à Prefeitura de Fortaleza. Mas, internamente, petistas têm um pé atrás. Segundo fontes do partido ligadas à Luizianne Lins, pré-candidata, compor com o MDB, por um lado, pode ser bom para o PT ganhar musculatura. Por outro, pode ser prejudicial ao se associar à imagem do ex-senador Eunício Oliveira.

Foto: Câmara dos Deputados
  -  

Aliança do MDB em Fortaleza tem que receber aprovação da Executiva Estadual

As alianças eleitorais do MDB em Fortaleza e nos outros nove maiores colégios eleitorais do Ceará terão que receber o aval da Executiva Estadual do partido, comandada pelo ex-senador Eunício Oliveira. Apesar de a medida já ser esperada, ela foi oficializada em reunião interna da legenda. Algumas alas do MDB têm defendido candidatura própria na Capital.

Foto: José Leomar
  -  

“Impossível não recorrer ao Conselho de Ética para imprimir o respeito”, diz Patrícia Aguiar após ataques

“Quando passarmos a aceitar esse tipo de situação como norma, esse parlamento vai ganhar contornos gravíssimos, é preciso dar um limite”

Patrícia Aguiar (PSD) ao se defender das acusações do Leonardo Araújo (MDB) de corrupção contra ela, o presidente do PSD, Domingos Filho, e o dep. Domingos Neto. O grupo move ação contra Araújo na AL e na Justiça.

Foto: José Leomar