“Ninguém é obrigado a privatizar nada”, explica Tasso sobre mudanças no saneamento

“O município é titular. Se quiser renovar contrato de programa, pode renovar. Se tiver serviço próprio, pode continuar. Se não tiver contrato nenhum, fica a critério do prefeito”

O senador Tasso Jereissati (PSDB) pontuou que não há obrigação aos municípios de aderirem ao investimento privado caso seja aprovado no Senado o novo marco regulatório do saneamento.

Foto: Agência Senado

Tasso Jereissati afirma que há grande interesse de investidores em novo marco do saneamento

“Não existe um negócio que atraia tanta vontade de investidores nacionais internacionais de participar, porque investidor gosta de investir em infraestrutura que tenha uma receita praticamente certa e regular”

Ressaltou o senador do PSDB, hoje, no Seminário de Gestores Públicos, às vésperas da votação do novo marco regulatório do saneamento básico, prevista para amanhã.

Sob relatoria de Tasso, marco regulatório do saneamento deve ser votado dia 24 no Senado

O novo marco regulatório do saneamento básico no Brasil deverá ser votado na quarta (24). O senador cearense Tasso Jereissati (PSDB), relator da proposta, disse que o texto deve estar disponível para análise dos senadores ainda hoje (19). O anúncio da votação foi feito na quinta-feira (18) pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre.