Foto: Divulgação

Candidatura do PT deve ser definida em 5 de abril, afirma Executiva Municipal

Em meio aos impasses no PT sobre a disputa pela Prefeitura de Fortaleza, a Executiva Municipal do partido definiu, hoje (18), o calendário eleitoral da sigla. A data para a divulgação do futuro candidato é 5 de abril. A definição pode ser antecipada para março, caso haja só um nome na disputa. Atualmente, dois são colocados: Luizianne Lins e Guilherme Sampaio.

Em vídeo que une pré-candidatos do PT, Gleisi Hoffmann defende candidatura em Fortaleza

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, conseguiu unir no mesmo vídeo os dois petistas apontados como pré-candidatos à Prefeitura de Fortaleza: Guilherme Sampaio e Luizianne Lins. Na defesa de candidatura própria, o consenso foi ressaltado como objetivo para definição do nome. Nos bastidores, contudo, os dois travam disputa para se cacifar.

Foto: Saulo Roberto

Luizianne volta a cobrar que PT antecipe decisão sobre candidatura em Fortaleza

A deputada e pré-candidata Luizianne Lins pediu ao Diretório Municipal do PT, em nota, que antecipe a decisão sobre a candidatura à Prefeitura de Fortaleza. Ela diz que é o desejo da “maioria do PT” e cita a disputa eleitoral em “momento muito crítico”. “Solicito que a próxima reunião (…) estabeleça calendário para definição”.

Parlamentares cearenses assinam representação contra ministro do Meio Ambiente

A deputada federal Luizianne Lins (PT), a vereadora Larissa Gaspar (PT) e o deputados estadual Renato Roseno (Psol) assinaram representação feita ao Ministério Público Federal contra o ministro Ricardo Salles. O documento quer a apuração de possível cometimento de crimes comuns, ambientais e de responsabilidade pelo titular da pasta de Meio Ambiente.

Guilherme e Luizianne mobilizam militantes em defesa de suas pré-candidaturas no PT

A falta de consenso dentro do PT sobre um nome para disputar a Prefeitura de Fortaleza em 2020 ficou evidente no evento de hoje. Filiados se dividiram no apoio aos prefeituráveis. Enquanto uns gritavam “Guilherme prefeito de Fortaleza“, outros rebatiam com “Luizianne prefeita“.

Comissão da Câmara Federal visita Instituto Auri Moura Costa; cearense participa da diligência

Deputados da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal devem visitar o Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa nesta quinta-feira (5). A cearense Luizianne Lins (PT) é autora do requerimento à comissão, que também deve incluir diligências a presídios no Pará. Além da petista, participam da visita Helder Salomão (PT-ES) e Talíria Petrone (Psol-RJ).

Sob tese de candidatura própria, nome de Guilherme Sampaio é ventilado entre petistas

Embora seja citada com frequência como possível cabeça de chapa do PT na eleição para a Prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins ainda não é consenso no partido. Nos bastidores, petistas têm apontado o nome do vereador Guilherme Sampaio como uma possibilidade. Alguns defendem a tese de que o PT deve lançar um nome novo em disputas pelo Executivo.

 

Foto: Foto: Gabriel Shinohara / O Globo

Luizianne Lins repercute invasão na embaixada da Venezuela em Brasília

A deputada federal Luizianne Lins (PT) tem acompanhado com “preocupação” a invasão na embaixada da Venezuela em Brasília. Segundo a parlamentar, trata-se de um ato criminoso orquestrado pela família do presidente Jair Bolsonaro. “Estamos diante de uma crise diplomática internacional, inclusive podendo afetar nossa relação com China e Rússia nos BRICS”, disse.

Foto: Lucas de Menezes

Ex-presidente do PT alfineta correligionários ao defender candidatura de Luizianne

“Quem defende uma candidatura que não é a da Luizianne, não quer uma candidatura de verdade no PT”

Raimundo Angelo, candidato derrotado à presidência do PT em Fortaleza. Aliado histórico da ex-prefeita, ele diz que 80% do partido na Capital quer ela como candidata em 2020. Esse é um dos grandes embates internos na sigla.

Foto: José Leomar

TSE desaprova as contas de campanha de Luizianne nas eleições de 2016

O Tribunal Superior Eleitoral desaprovou as contas de campanha de 2016 da deputada Luizianne Lins (PT). De acordo com a decisão, publicada em 15 de agosto, o diretório nacional do PT não assumiu dívidas de campanha e ela apresentou fora do prazo os documentos autorizando o diretório regional a assumi-las. A princípio, a decisão não afeta candidaturas futuras.