-  

“Há uma partidarização muito forte das polícias desse País”, critica Camilo Santana

O governador Camilo Santana (PT) criticou, nesta quarta-feira (8), a “partidarização” da Polícia. Em entrevista ao ex-ministro Fernando Haddad, disse que as entidades recreativas da corporação agiram como “sindicatos” no motim da PM do Ceará em 2020. “Não pode partidarizar uma área que a Constituição dá o poder de dar uma arma para defender a população”.