Foto: José Leomar

Procuradoria dá parecer favorável à instalação de CPI dos diplomas na Assembleia Legislativa

A Procuradoria da Assembleia Legislativa deu parecer favorável ao pedido de abertura de uma CPI para investigar diplomas universitários falsos no Ceará. A proposta é do deputado Elmano de Freitas (PT) e conta com a assinatura de 24 colegas. Cabe ao presidente da Assembleia, José Sarto (PDT), decidir se instala ou não a CPI.

Foto: José Leomar

Presidente da Assembleia vai analisar fundamentação do pedido de CPI dos diplomas falsos

O deputado Elmano é criterioso, quando vem dele eu dou o crédito, porque ele é uma pessoa que pesquisa, vai atrás da informação. Vou ler a argumentação.

José Sarto (PDT), presidente da Assembleia, ao responder sobre o pedido de instalação de CPI para investigar diplomas universitários falsos. O projeto está com a Procuradoria da Casa.

Elmano quer punição “exemplar” de faculdades no Ceará em CPI para apurar diplomas falsos

Não é brincadeira você passar quatro anos estudando, ter festa de diplomação e descobrir que o certificado não tem validade. Essas pessoas estão fazendo estelionato em praça pública. É gente que merece punição”.

Elmano de Freitas (PT), ao defender CPI para investigar diplomas falsos em faculdades no Ceará. Ele vai se reunir, hoje (8), com o presidente José Sarto (PDT).

Foto: José Leomar

Deputados assinam pedido de CPI na Assembleia para apurar diplomas falsos em faculdades

Um grupo de 15 deputados estaduais assinou o pedido de instalação de uma CPI na Assembleia Legislativa para investigar irregularidades em diplomas de faculdades do Ceará. A proposta é do deputado Elmano de Freitas (PT). Ele está reunindo casos denunciados no seu gabinete, em vários municípios cearenses, e vai se pronunciar, nesta terça (7).

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Após polêmica, fundador do MST deve receber título de cidadão cearense nesta terça

Um dos fundadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, deve receber, nesta terça (24), na Assembleia, o título de cidadão cearense. A honraria foi proposta pelo deputado Elmano de Freitas (PT) e causou polêmica na ala da direita, assim como o título para a ministra Damares Alves causou na ala da esquerda.

Foto: Carlos Marlon

Parada pela Diversidade Sexual é incluída no calendário oficial do Estado do Ceará

Os deputados estaduais aprovaram, por 18 votos a 2, a inclusão a Parada pela Diversidade Sexual no calendário oficial do Estado do Ceará. De autoria do deputado Elmano de Freitas (PT), a votação do projeto de lei no plenário da Assembleia Legislativa durou mais de uma hora e gerou discussão, inclusive, entre aliados do governador Camilo Santana (PT).

 

Elmano e Apóstolo Luiz Henrique batem boca na Assembleia

Os deputados Elmano de Freitas (PT) e Apóstolo Luiz Henrique (PP) bateram boca no meio da votação de projeto do petista para incluir a Parada pela Diversidade Sexual no calendário de eventos do Estado. O pastor disse que defendia a Bíblia e tratava o colega com carinho. Elmano respondeu: “Não quero seu carinho não”.

Foto: José Leomar

“Imundície é o preconceito contra gay”, rebate Elmano a crítica de pastor sobre projeto da Parada LGBT

“Imundície é o que o senhor defende nessa Assembleia, é o preconceito contra gay. Respeite a população LGBT. Deus é seu, mas é meu. É um milhão de pessoas amando na Beira-Mar”

Elmano de Freitas (PT), ao rebater Apóstolo Luiz Henrique (PP) sobre as críticas ao seu projeto.

Apóstolo chama de “imundície” atos de participantes em Parada LGBT contra a religião

“Nunca vou votar que ofenda a meu Deus. A igreja preza pela família, pelos valores. A Bíblia é a regra única é infalível de fé e de prática. Ainda sair verba do governo para essa imundície?”

Apóstolo Luiz Henrique (PP), ao criticar projeto de lei de autoria do deputado Elmano de Freitas (PT), que inclui a Parada pela Diversidade Sexual no calendário oficial de eventos do Estado.

Projetos que dividem a base governista devem ser votados hoje na Assembleia

A Assembleia deve votar, hoje (19), projetos polêmicos, que provocaram queda de braço entre bancadas na base governista. Um deles é o da Dra. Silvana (PL), que concede título de cidadã cearense à ministra Damares Alves. O outro é de Elmano de Freitas (PT), que inclui a Parada pela Diversidade Sexual no calendário de eventos do Estado.