-  

“Só tem sentido a candidatura com desprendimento”, diz Tasso sobre campanha presidencial

Questionado se seria candidato à presidência em 2022, Tasso Jereissati (PSDB) reforçou que a legenda estuda a possibilidade. “Meu nome foi colocado como um articulador em função da vivência de ter um relacionamento com vários políticos. Só tem sentido a candidatura com desprendimento e visão do que é melhor para o país”, disse à TV Assembleia.

  -  

Gelson Ferraz e Rafael Branco assumem vagas de emedebistas na Assembleia Legislativa do Ceará

Com as licenças por 120 dias dos deputados Danniel Oliveira (MDB) e Leonardo Araújo (MDB) aprovadas nesta quinta-feira (13), os suplentes emedebistas Gelson Ferraz e Rafael Branco assumiram as vagas na Assembleia Legislativa hoje. O troca troca faz parte de acordos com a cúpula do partido, que já tem se movimentado de olho nas eleições de 2022.

Foto: Divulgação
  -  

Camilo Santana recebe prefeitos do Cariri no Palácio da Abolição de olho em 2022

O governador Camilo Santana (PT) e o vice-presidente da AL-CE, deputado Fernando Santana (PT) receberam, nesta quarta (12), ao menos 11 prefeitos do Cariri. O encontro, entre outros temas, foi sobre articulação política na maior região do Estado, mirando as Eleições 2022. Camilo tem berço político em Barbalha, cidade importante da região.

Foto: Divulgação
  -  

De olho em espaços no Executivo e Legislativo, Cidadania reúne filiados pensando em 2022

Filiados do Cidadania em Fortaleza se reuniram, nesta terça (11), de olho em 2022. A meta para o ano que vem é eleger três deputados estaduais e um deputado federal. A sigla quer conquistar espaços não apenas no Legislativo, mas também no Executivo. Diálogos serão iniciados com o governador Camilo Santana (PT) e o prefeito Sarto Nogueira (PDT).

  -  

Com ex-marqueteiro do PT, Ciro reforça as redes e equipara governos de Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro

Em publicação nesta quarta, no twitter, o pré-candidato à presidente, Ciro Gomes (PDT), equiparou os governos de Dilma e Bolsonaro na criação de empregos. “Precisa dizer mais?”, critica, em vídeo. O PDT, partido do ex-ministro, contratou recentemente o ex-marqueteiro do PT, João Santana, para promover a comunicação da candidatura para 2022.

  -  

Lula e Eunício se encontram em Brasília para discutir alianças regionais nas eleições de 2022

O ex-presidente Lula (PT) participou de encontro, nesta terça (4), com o ex-senador Eunício Oliveira (MDB). “Falamos sobre as alianças regionais nas eleições de 2022, além de outros temas importantes, como nossa preocupação em comum com os mais pobres, o combate à Covid-19, o desemprego e a questão da fome que assola milhares no Brasil”, disse o emedebista.

  -  

Tasso diz que trabalharia em chapa com Ciro caso ele não fosse tão “agressivo” com o PSDB

Possível candidato à Presidência, Tasso Jereissati (PSDB) disse estar aberto a alternativas a Lula ou Jair Bolsonaro. Sobre uma chapa com Ciro Gomes (PDT), ele ponderou. “Ciro tem sido agressivo com o PSBD, o que não traz uma posição confortável. Se não fosse isso, repito, estou disposto a tudo que leve a uma centralização”, disse em entrevista hoje (3).

Foto: José Leomar
  -  

Tasso não descarta a possibilidade de ser candidato a presidente da República em 2022

Apontado como possível candidato à Presidência em 2022, Tasso Jereissati (PSDB) já não descarta disputar o cargo. “Meu nome foi colocado pelo presidente do partido. Não era meu projeto de vida, não pensava nisso. No entanto, estou dentro disso, participando, no sentido de tentar articular uma união não só dentro do partido, mas também fora”, disse à CNN.

Foto: Agência Senado
  -  

Tasso admite disputar prévias do PSDB à presidência: “Se meu nome servir para unir, vamos trabalhar nessa direção”

O sen. Tasso Jereissati (PSDB) admitiu que pode disputar as prévias para escolha do candidato à presidência da República. Ao Estadão, ele se colocou como nome para concorrer com João Dória, Eduardo Leite e Arthur Virgílio e defendeu o fortalecimento da “3ª via”. “Se meu nome servir para unir, em algum momento, vamos trabalhar nessa direção”, disse.

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
  -  

Ciro poderia abrir mão de sua candidatura em 2022 por ‘projeto comum’, diz Cid Gomes à revista

O senador Cid Gomes (PDT) disse, em declaração à revista Veja, que o seu irmão, Ciro Gomes (PDT), poderia “abrir mão de sua candidatura em nome de um projeto comum”. Segundo a publicação desta sexta (23), Cid pondera que “se entrar no diálogo impondo a candidatura, não irá funcionar”. Ciro dialoga com nomes de centro para firmar o próprio nome para 2022.

  -  

“Não é projeto de vida meu chegar à presidência da República”, afirma Tasso Jereissati

Tasso Jereissati (PSDB) disse que não planeja disputar a Presidência em 2022. O nome dele foi apontado pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo. “Não estou pleiteando, não é projeto de vida meu chegar à presidência da República (…) Mas faço parte do partido e, se me apresentarem como alternativa, é uma coisa que a gente tem que amadurecer, disse à GloboNews.

  -  

PSDB se movimenta para lançar Tasso Jereissati candidato à presidência em 2022, diz presidente

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, disse, em entrevista ao O Globo, que cresce dentro do partido, um movimento para incentivar o senador Tasso Jereissati a se candidatar à presidência da República em 2022. Na sigla, há pelo menos outros dois nomes em disputa. “Fica aqui um convite público, para que ele aceite esse chamamento”, pontuou.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
  -  

PDT nacional rebate informação de que Ciro Gomes poderia não ser candidato em 2022

Após informação veiculada pelo Valor Econômico de que o PDT estaria reconsiderando a candidatura de Ciro Gomes à presidência em 2022, uma nota do partido, publicada nesta sexta-feira (2), rebate a informação. “A candidatura é decisão tomada, queremos conquistar aliados para nosso projeto nacional de desenvolvimento que é personalizado pelo Ciro”.

Foto: Thiago Gadelha
  -  

PDT estuda Izolda Cela, Mauro Filho e Roberto Cláudio para concorrer ao Governo em 2022, diz presidente

O presidente do PDT no Ceará, deputado André Figueiredo, em entrevista ao Diário do Nordeste sobre as articulações para as eleições de 2022, disse que o partido avalia indicar para disputar a sucessão de Camilo Santana (PT) pedetistas como o ex-prefeito Roberto Cláudio,  a vice-governadora Izolda Cela e o secretário do Planejamento, Mauro Filho.

  -  

“Abriu-se uma avenida para o centro (político)” com elegibilidade de Lula, diz Tasso

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse considerar, em entrevista à CNN Brasil, que a volta dos direitos políticos de Lula “abriu uma avenida para o centro (político)” por causa da polarização simbolizada pelo petista e por Jair Bolsonaro. “Que possamos construir uma candidatura ao redor de um programa nem de direita nem de esquerda”, defendeu.

  -  

Em primeiro mandato na Assembleia, Tadeu Oliveira tentará vaga na Câmara dos Deputados em 2022

O deputado estadual Tadeu Oliveira (PSB) tentará vaga na Câmara dos Deputados nas Eleições 2022. A informação foi divulgada nesta quarta (10) pela assessoria do parlamentar. Entre os projetos apresentados durante o mandato, está o “Educação inovadora e empreendedora”, que implementa nas escolas públicas de tempo integral, a disciplina de empreendedorismo.

  -  

Análise: disputa Lula x Ciro pode deixar cenário delicado politicamente para Camilo Santana

A anulação das sentenças no âmbito da Justiça de Curitiba que envolviam o ex-presidente Lula já aponta possíveis efeitos nas eleições gerais de 2022. O atrito com Ciro Gomes (PDT), forte crítico do PT, pode deixar o governador Camilo Santana (PT) em situação política delicada no tabuleiro eleitoral. Leia análise no Diário do Nordeste.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
  -  

Senador Eduardo Girão diz ser “estranha” decisão do ministro Edson Fachin favorável ao ex-presidente Lula

O senador Eduardo Girão (Pode) fez críticas à decisão do ministro Edson Fachin favorável ao ex-presidente Lula. “Estranha deliberação especialmente vinda de um ministro que sempre se manifestou contra a corrupção, embora ele estivesse amargando derrotas sucessivas na 2ª turma do STF, cuja maioria dos ministros teimava em desfazer seu trabalho”, disse.

Foto: Agência Senado
  -  

Deputado federal cearense compara situação de Lula com a de Daniel Silveira

A decisão do ministro Edson Fachin de anular as condenações do ex-presidente Lula foi criticada pelo deputado Dr. Jaziel (PL). “Que vergonha”, disse. Jaziel comparou a situação do petista com a do deputado preso por ameaças ao STF. “Daniel Silveira continua preso e o agora Lula, o maior bandido da historia desse país, está, além de solto, elegível”.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

“O STF começa a estabelecer limites para os desvios”, diz presidente do PT Fortaleza

Presidente do PT em Fortaleza, o vereador Guilherme Sampaio disse ser um “sinal de justiça” a anulação das condenações contra o ex-presidente Lula pelo STF. “É importante não só para Lula, para o PT e para os simpatizantes, mas para a democracia. O STF começa a estabelecer limites para os desvios”, afirmou. 

Foto: Natinho Rodrigues