-  

PSB vai acionar o STF contra MP que permite ao ministro da Educação nomear reitores temporários

“Novamente Bolsonaro emplaca uma MP autoritária. O texto autoriza que os reitores de Universidades e IF’s sejam nomeados pelo Governo Federal durante a pandemia, interferindo na autonomia universitária garantida pela CF”.

Denis Bezerra, deputado federal (PSB), acrescentando que o PSB vai acionar o STF contra a MP 979 que permite a escolha de reitores sem consulta a acadêmica.

Foto: Câmara dos Deputados
  -  

Denis Bezerra defende renovação de decreto estadual e diz que medidas mais duras buscam impedir mais mortes

O deputado federal Denis Bezerra (PSB) também demonstrou apoio à renovação do decreto estadual, que mantém o isolamento social no Ceará, além do endurecimento das regras em Fortaleza. “Concordo com renovação, inclusive, com o endurecimento das medidas, ainda mais neste momento em que estamos alcançando o pico de disseminação da doença. Elas buscam impedir que mais vidas sejam perdidas“.

Foto: Natinho Rodrigues
  -  

Câmara analisa hoje projeto de deputado cearense que suspende pagamento do Fies

Em reunião hoje, às 14h, a Câmara dos Deputados deve analisar o PL 1079/20, do deputado Denis Bezerra (PSB), que suspende os pagamentos devidos pelos estudantes ao Fies durante o estado de calamidade pública. O relator da proposta também é cearense: Moses Rodrigues (MDB). Outro projeto pode beneficiar estados e municípios com saldos represados nos fundos de assistência social.

Foto: Câmara dos Deputados
  -  

PSB oficializa filiação de prefeito de Limoeiro e de mais 10 vereadores em ‘live’ nas redes

O presidente do PSB no Ceará, deputado Denis Bezerra, vai oficializar, hoje (30), a filiação do prefeito de Limoeiro do Norte, Zé Maria Lucena, da presidente da Câmara Municipal de lá, Ângela Pereira, e de mais nove vereadores do município. Tudo por live nas redes sociais por causa da pandemia do coronavírus.

Foto: Divulgação
  -  

Agenor Neto ainda na “peleja” para sair do MDB e se filiar ao PSB

O deputado Agenor Neto ainda está na “peleja” para sair do MDB e se filiar ao PSB. Ele é pré-candidato à Prefeitura de Iguatu. A mudança já está acertada faz um tempo com o presidente estadual do PSB, Denis Bezerra. O problema é que o ex-senador Eunício Oliveira, presidente do MDB no Ceará, ainda não liberou a sua saída e ele não sabe se liberará.

Foto: José Leomar
  -  

Presidente do PSB no Ceará trabalha filiação do deputado Agenor Neto para disputa em Iguatu

O presidente do PSB no Estado, deputado Denis Bezerra, trabalha a saída do deputado Agenor Neto do MDB para se filiar ao partido, para disputar a Prefeitura de Iguatu. Segundo Denis, a mudança acontecerá “o mais breve possível”. As articulações dependem de acordo entre o governador Camilo e o senador Eunício Oliveira, que quer manter Agenor no MDB.

Foto: Thiago Gadelha
  -  

PSB convoca deputados para falar de reforma da Previdência do Ceará

O presidente estadual do PSB, deputado federal Denis Bezerra, convocou membros da Executiva e deputados do partido no Ceará para debater a reforma da Previdência estadual agora de manhã na sede da legenda. O partido liberou a bancada. Audic Mota e Nizo Costa o são os deputados estaduais do PSB. A reforma será votada hoje na Assembleia.

  -  

Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira cancela vinda a Fortaleza

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, cancelou a vinda ao Ceará. Ele iria participar da solenidade de filiação da legenda no Estado, que acontece na próxima segunda-feira (16), na sede do partido em Fortaleza. O evento continua agendado, mas apenas com a presença do presidente estadual do partido, o deputado federal Denis Bezerra.

  -  

Deputado cearense propõe recolhimento de armas de agressores de mulheres

Com intuito de reduzir a quantidade de crimes contra a mulher, Denis Bezerra (PSB) apresentou projeto de lei que obriga a Polícia Federal a recolher armas de fogo mantidas por investigados por violência contra mulher ou submetidos a medidas protetivas. Pelo texto, em caso de condenação, haverá a cassação definitiva do porte da arma. “A ideia é reduzir o feminicídio no País”, afirma no texto.

Foto: Camila Lima