-  

Quatro pessoas são detidas e conduzidas à Polícia Federal por suspeita de crime eleitoral

Quatro pessoas foram detidas por suspeita crime eleitoral e conduzidas à Polícia Federal. Os casos foram registrados neste domingo (29). Três pessoas foram detidas por promover carreata e boca de urna no bairro Vila União, em Fortaleza. Com a quarta, foram apreendidos documentos, material de campanha e listas. O suspeito foi ouvido na PF e liberado.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

Número de urnas eletrônicas com defeito em Fortaleza chega a 49; são 18 em Caucaia

Balanço parcial do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) computou 49 urnas eletrônicas com defeito em Fortaleza, com 39 substituídas. Em Caucaia, 18 apresentaram problemas técnicos; 10 foram repostas. Os principais problemas aconteceram em impressoras e nos terminais de mesários e eleitores. Não houve prisões por crimes eleitorais até o momento.

Foto: Fabiane de Paula
  -  

Caucaia: três pessoas detidas presas na madrugada por suspeita de crime eleitoral

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou que homens da Polícia Militar abordaram, na madrugada deste domingo (29), três pessoas por suspeita de crime eleitoral, em Caucaia. Foram apreendidos dinheiro e material de campanha do candidato Vitor Valim. Os suspeitos foram conduzidos para depor na sede da Polícia Federal (PF), em Fortaleza.

  -  

Polícia Civil prende cinco pessoas por suspeita de crime eleitoral em Caucaia

A Polícia Civil do Ceará prendeu cinco pessoas na manhã deste sábado (28), no Parque Potira, em Caucaia. Foram apreendidos dinheiro e outros indícios de crime eleitoral. Os detidos foram levadas para depor na sede da Polícia Federal, em Fortaleza. As pessoas são ligadas à campanha do candidato Naumi Amorim (PSD).

Foto: Fabiane de Paula
  -  

PRF apreende veículo em Canindé com dinheiro e material eleitoral

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um veículo na manhã deste domingo (15) com dinheiro e material eleitoral em Canindé. O homem suspeito de cometer crime eleitoral abandonou o veículo e fugiu. Os policias rodoviários federais encontraram no interior do veículo R$ 2 mil, além de “santinhos”.

  -  

PF registra ocorrência de suposto transporte irregular de eleitores em Fortaleza

Na sede da Polícia Federal, em Fortaleza, foi registrada uma ocorrência de suposto transporte irregular de eleitores. Cerca de 20 pessoas estavam sendo conduzidas de Fortaleza e estavam sendo levadas a Pacatuba. A prática é proibida por lei, conforme o art. 11, III, da Lei nº. 6.091/1974.

Foto: Nicolas Paulino
  -  

Polícia Federal cumpre mandados para investigar compra de votos em Fortaleza

A Polícia Federal cumpriu oito mandados de busca e apreensão para apurar possíveis crimes de compra de votos em Fortaleza. A ação foi autorizada pela Justiça Eleitoral. Foram cumpridos mandados em residências dos investigados, um sindicato e em comitê eleitoral e empresas. A PF não divulgou os nomes dos alvos.

  -  

Homens são presos em Barbalha com dinheiro e santinhos de candidatos

Três homens foram presos na manhã desta segunda-feira (9) em Barbalha por suspeita de compra de voto. Eles foram detidos em flagrante e levados para prestar esclarecimentos à Polícia Federal, já que seria suposto crime eleitoral. Com o grupo, os PMs encontraram dinheiro, santinhos de candidatos a prefeito e vereador e anotações sobre cestas básicas.

  -  

Defesa do prefeito Naumi Amorim aguarda notificação da denúncia de crime eleitoral

A defesa do prefeito de Caucaia Naumi Amorim (PSD) afirmou que ainda não foi notificada da denúncia do Ministério Público Eleitoral sobre perseguição a servidores. “Quando for oficialmente informada da existência do ato é que poderá tomar conhecimento dos termos do processo para posicionar-se”, diz em nota. A acusação diz respeito à eleição de 2018.

Foto: Helene Santos
  -  

Ministério Público Eleitoral denuncia Naumi Amorim e Érika Amorim por crime eleitoral

O Ministério Público Eleitoral apresentou ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) denúncia contra o prefeito de Caucaia, Naumi Amorim (PSD), e a deputada estadual, Érika Amorim, por perseguição política a servidores na eleição de 2018. De acordo com a denúncia, houve coação a funcionários da gestão. Outros nomes são citados na denúncia.

Foto: José Leomar