-  

MP entra com nova ação pedindo cassação do registro ou dos diplomas de prefeito eleito, vice e vereador de Coreaú

O MP Eleitoral ajuizou nova ação pedido a cassação do registro de candidatura ou dos diplomas de Edézio Sitônio, Érika Cristino e Chico Antônio (PDT), em Coreaú, respectivamente prefeito, vice e vereador eleitos, do PDT. Eles são suspeitos de abuso de poder econômico, com crime de compra de votos. O MP também pediu indisponibilidade de bens e aplicação de multa.

Foto: Reprodução/Instagram
  -  

MPE pede cassação dos registros de candidatura do prefeito eleito, vice e vereador de Coreaú

O Ministério Público Eleitoral solicitou a cassação dos registros de candidatura do prefeito eleito em Coreaú, Edezio Sitonio, por suposta compra de votos. Além dele, a vice-prefeita eleita, Erika Frota, e o candidato a vereador, Chico Antonio também tiverem cassação solicitada, por terem sido beneficiados pela prática de compra de votos (abuso de poder econômico).

Foto: Arquivo Pessoal/Facebook
  -  

Com coronavírus, candidatos a prefeito e vice em Coreaú não comparecem à convenção

Em Coreaú, na região Norte do Estado, o PDT realizou a convenção que homologou a chapa que concorrerá à Prefeitura do Município. O que chamou mais atenção é que nem o candidato a prefeito, Edézio Sitônio, nem a candidata a vice, Érika Cristino, compareceram ao evento. Ambos estão com coronavírus. Edézio, inclusive, está internado.

Foto: Arquivo Pessoal/Facebook