Foto: Marcos Farias à direta

Segundo candidato mais votado para o Conselho Tutelar de Fortaleza tem candidatura cassada

O Comdica divulgou a lista da homologação do resultado da eleição do Conselho Tutelar em Fortaleza. Na lista, tiveram a candidatura cassada o segundo mais votado, Marcos Farias, e a suplente Edna Santos. Farias é chefe de gabinete do vereador Carlos Dutra (PRB). O documento de homologação não indica os motivos da cassação. O Comdica ainda não se pronunciou.

Volume de denúncias na eleição do Conselho Tutelar prorroga homologação de eleitos

A Comissão Especial responsável pela eleição do Conselho Tutelar de Fortaleza prorrogou para 1° de novembro a homologação dos novos conselheiros. O motivo é o volume de denúncias de condutas vedadas contra candidatos eleitos e suplentes e o tempo hábil para a tramitação. O MPCE pediu impugnação de 20 candidatos, 10 eleitos e 10 suplentes.

Foto: Divulgação

Candidatos derrotados na eleição do Conselho Tutelar reúnem assinaturas para pedir anulação do certame

Candidatos derrotados na eleição para o Conselho Tutelar de Fortaleza que se sentiram prejudicados por irregularidades no dia do pleito fizeram ação neste sábado (19), na Praça do Ferreira, para reunir assinaturas pela anulação do certame. Segundo o grupo, já são mais de 2 mil assinaturas reunidas para protocolar ação no MPCE na próxima semana.

Foto: Helene Santos

Três eleitos e dois suplentes ao Conselho Tutelar de Pentecoste são impugnados

Cinco candidatos a conselheiro tutelar em Pentecoste foram impugnados pelo Comdica, responsável pela eleição. Três tiveram votação expressiva, eleitos, e dois eram suplentes. A impugnação foi pedida pelo MPCE, após vereadores afirmarem em público que apoiaram diretamente candidatos, violando regras eleitorais. Em Fortaleza, 20 candidatos são investigados.

Foto: Helene Santos

Candidatos e eleitores protocolam pedido para anular eleição de conselheiro tutelar em Fortaleza

Candidatos derrotados e eleitores protocolaram, hoje, pedido no Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Fortaleza para que a eleição, ocorrida no dia 6 deste mês, para conselheiro tutelar, seja anulada. Eles apontam irregularidades no pleito, como compra de voto, boca de urna e transporte irregular de eleitores.

Foto: Diário do Nordeste

Ministério Público começa a pedir impugnação de eleitos para o Conselho Tutelar

Em Pentecoste, o Ministério Público Estadual pediu a impugnação de cinco candidatas, três eleitas e duas suplentes para o Conselho Tutelar. Das cinco, duas são esposas de vereadores e outra é irmã do presidente da Câmara Municipal. Vereadores afirmaram ter apoiado as candidatas, o que contraria o edital que rege a escolha dos conselheiros.