Após falsos médicos, vereadores de Baturité aprovam abertura de CPI da saúde

A Câmara Municipal de Baturité aprovou por unanimidade a abertura de uma CPI para investigar a gestão municipal da saúde. A decisão do parlamento ocorre depois do afastamento de médicos falsos atuando em uma UPA do município. Logo após a denúncia, a secretária de saúde deixou o cargo. Presente na sessão, o prefeito Assis Arruda vinculou a CPI à disputa eleitoral.

Foto: JL Rosa

Cabo Sabino impõe “teto” de 3.500 votos para os pré-candidatos a vereador em Fortaleza pelo Avante

Na presidência do Avante no Ceará, o ex-deputado federal Cabo Sabino avisa: não quer pré-candidatos a vereador de Fortaleza na chapa com mais de 3.500 votos. O partido não tem vereadores na Capital, mas, nas eleições de outubro, quer eleger, pelo menos, três. Sabino vai concorrer a uma vaga na Câmara.

Foto: Divulgação

Partido Novo encerra inscrições para 1ª seleção de candidatos a vereador de Fortaleza

O partido Novo encerra nesta quarta (8) as inscrições para primeira seleção de candidatos que queiram concorrer ao cargo de vereador de Fortaleza, em outubro. Para participar é preciso estar filiado à sigla, ser brasileiro, ter no mínimo 18 anos e pagar uma taxa de R$ 350. O Novo quer lançar, no mínimo, 20 candidatos à Câmara Municipal.

Foto: José Leomar

Câmara receberá capacitação para a elaboração de emendas à LOA de 2020

Nesta quarta-feira (13), vereadores de Fortaleza e assessores parlamentares devem participar de oficina ministrada pela  Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. O relator do Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020, Dr. Porto (PRTB), explicou que o objetivo é a capacitação técnica para a elaboração de emendas à matéria, que está em tramitação na Casa.

Câmara vai debater com a Prefeitura aplicação das multas na Lei de Inspeção Predial

Sobre a Lei de Inspeção Predial, o presidente da Câmara Municipal, Antônio Henrique (PDT), disse, hoje (17), que a Prefeitura de Fortaleza fiscaliza os prédios, mas de forma “educativa”. Segundo ele, 23 mil imóveis já foram fiscalizados. Segundo ele, a Câmara vai debater com o Executivo a aplicação das multas para tornar a fiscalização punitiva.