“Me fizeram um favor”, diz vereador de Sobral expulso do SD por liderar motim de PMs

O ver. Sargento Ailton, expulso do SD por liderar motim de PMs em Sobral, disse que a sigla o fez um favor. “É um corporativismo político. Sabemos que o grupo Ferreira Gomes tem uma proximidade (com o presidente estadual Genecias Noronha)”. Ele ainda fez críticas a Genecias e à esposa dele, a deputada Aderlânia Noronha: “pessoas que não tem boa índole”.

Solidariedade expulsa vereador que liderou motim de PMs em Sobral

“É inadmissível que um membro de nosso partido participe de ações que obriguem comerciantes a fecharem suas portas e acabe em um senador baleado”

Diz nota do SD, que expulsou o vereador de Sobral Sargento Ailton, um dos líderes do motim a cidade, que bateu boca com Cid Gomes, antes de ele ser baleado. Correligionários dele na Câmara negam possibilidade de cassação do mandato.

Vereador preso escapa de processo de cassação em Sobral

A Câmara Municipal de Sobral rejeitou, nesta segunda-feira (19), por 12 votos a oito, a abertura de processo de cassação contra o vereador Romário Araújo (SD), conhecido como Conselheiro Romário, preso desde o último dia 9 de agosto. O parlamentar é acusado de estelionato e crime contra o patrimônio e já estava afastado da Casa por determinação judicial.

Vereador acusado de estelionato é transferido do RN para Delegacia de Sobral

O vereador de Sobral Romário Araújo (SD), o Conselheiro Romário, chegou na manhã desta quinta (15) à delegacia da cidade. Foragido desde julho, acusado de estelionato, ele foi preso em Natal (RN) na sexta (9). O vereador está afastado da Câmara, sem remuneração. Enquanto isso, curtia pousadas e postava foto nas mídias. Acabou descoberto.

Faltou solidariedade: vereadores em lados opostos em Sobral

O partido Solidariedade está numa sinuca de bico na Câmara Municipal de Sobral. Elegeu três vereadores para serem oposição. Um deles pulou para a base aliada. É Romário Araújo, que está preso acusado de estelionato. E agora, o correligionário Giu Vasconcelos deve representar contra o colega na Comissão de Ética na Câmara. É a política no Interior.