Osmar Baquit também pede desculpas por bate-boca e diz que o episódio não combina com sua “história política”

Depois de Leonardo Araújo (MDB), o deputado Osmar Baquit (PDT) também pediu desculpas na tribuna pelo bate-boca na Assembleia. Ele disse que o “nível” do episódio “não condiz com o Parlamento nem com a minha história política”. “Já estive com o Leonardo e ficou zerado esse pedido de desculpas”.

Foto: Júnior Pio

Leonardo Araújo disse que perdeu as “estribeiras” por uma “injusta agressão” e pediu desculpas

O deputado Leonardo Araújo (MDB), que bateu boca com o deputado Osmar Baquit (PDT) na Assembleia Legislativa, pediu desculpas hoje (12). Ele disse que perdeu as “estribeiras” em resposta a uma “injusta agressão”.

Foto: Júnior Pio

“Não vou tolerar qualquer desvio de conduta de quem quer que seja”, responde Sarto a André Fernandes

Não há e não haverá dois pesos e duas medidas. Não vou tolerar qualquer desvio de conduta de quem quer que seja. Eu reputo muito séria a situação que aconteceu aqui. Em havendo representação (no Conselho de Ética) pode ter certeza que o rito será igual para todos

José Sarto, presidente da Assembleia (PDT), após discurso de André Fernandes sobre briga entre Osmar Baquit e Leonardo Araújo.

Foto: Júnior Pio

“Que a Assembleia não seja dois pesos e duas medidas”, diz André Fernandes sobre bate-boca de deputados

Subir à Mesa e chamar de comprador de voto? Só vejo duas opções: Osmar Baquit tem que provar que Leonardo comprou votos. Ou segunda opção: ele não prova e se encaixa na mesma situação que a minha. Que (a Assembleia) não seja dois pesou e duas medidas

André Fernandes, deputado do PSL e processado por quebra de decoro, hoje (12), na tribuna, após bate-boca de deputados

Foto: José Leomar

Processado por quebra de decoro, André Fernandes promete discurso sobre bate-boca de deputados

A análise na CCJ da Assembleia do pedido de suspensão temporária do mandato do deputado André Fernandes (PSL), que seria feita hoje (11), ficou para a próxima semana. O relator do processo esqueceu de assinar o relatório. Fernandes disse a deputados que vai discursar amanhã (12) sobre o bate-boca desta semana, talvez para cobrar uma punição no caso.