-  

“Que a gente não pague pra ver”, alerta infectologista sobre risco de Covid-19 em campanhas de rua

O infectologista Keny Colares chama atenção para o desrespeito das normas sanitárias durante a campanha de rua. Segundo ele, mesmo que o Ceará esteja em uma situação estável, ainda é possível um aumento de casos. “Se vai ser a campanha eleitoral a responsável, só vamos saber depois. Mas o ideal é que a gente evite, que a gente não pague para ver”.

  -  

Sindicatos de servidores municipais cobram Sarto por reposição da inflação e 13º em 2021

Nesta terça (1º), o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e outras entidades de classe foram ao Paço Municipal para fazer cobranças sobre a campanha salarial 2021. As entidades pedem reunião de urgência com o prefeito Sarto Nogueira (PDT) para discutir a reposição da inflação e o pagamento da primeira parcela do 13º salário.

Foto: Divulgação
  -  

Ao desejar “sucesso” ao novo ministro da saúde, Sarto diz que “não há lugar para o obscurantismo”

O prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT), publicou nas redes sociais mensagem de boa sorte ao novo ministro da saúde, Marcelo Queiroga. “Os números crescentes de casos, hospitalizações e óbitos em todo o País são a maior evidência de que não há lugar para o obscurantismo“, disse. O pedetista pediu compromisso do novo gestor com a ciência.

Foto: Isanelle Nascimento
  -  

Vereador Jorge Pinheiro diz que Sarto garantiu sanção de projeto que torna igrejas essenciais na pandemia

O vereador Jorge Pinheiro (PSDB) subiu à tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza para informar aos colegas parlamentares que o prefeito José Sarto (PDT) garantiu a sanção do projeto de lei aprovado na Casa que reconhece igrejas e templos religiosos de qualquer crença como essencial. “Ele se comprometeu a sancionar esse projeto de lei”, disse.

Foto: Reprodução
  -  

Ceará deve receber 198 mil doses de Sputnik V no início de julho, diz Camilo Santana

As primeiras doses da vacina russa Sputnik V devem chegar ao Ceará no início de julho. Segundo o governador Camilo Santana, o Estado receberá 198 mil doses para imunização da população. A restrição ao número de imunizantes importados foi estabelecido pela Anvisa. No total, o governo estadual adquiriu mais de 5 milhões de doses da Sputnik V.

  -  

Partidos tem até dia 30 de junho para apresentar a prestação de contas de 2020

Os partidos políticos têm até o próximo dia 30 de junho para apresentar, ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), a prestação de contas do exercício de 2020. O prazo foi estabelecido em resolução do Tribunal Superior Eleitoral. O documento, de 2019, passa a reger elaboração e prestação de contas anuais dos partidos políticos desde 2020.

  -  

Polícia Federal mira possíveis desvios de verba para tratamento da Covid-19 em Maranguape

A Polícia Federal cumpre 10 mandados de busca e apreensão em domicílio de investigados na operação Soroche que apura desvio de recursos públicos durante a pandemia. As ações da manhã desta quinta (24) ocorrem em Fortaleza e em Maranguape, e decorrem de inquérito instaurado de junho de 2020. Estima-se que as supostas infrações tenham causado prejuízos superiores a R$ 3 milhões.

  -  

Esposa de Capitão Wagner, Dayany Bittencourt se filia ao partido Republicanos

Esposa do deputado federal Capitão Wagner, Dayany Bittencourt se filiou, nesta quarta (23), ao Republicanos. A cerimônia ocorreu em Brasília e contou com a presença do presidente nacional da legenda, Marcos Pereira, e o dirigente estadual, Ronaldo Martins, além de aliados do grupo. A filiação ocorre em meio às articulações para as eleições de 2022.

  -  

Câmara de Fortaleza tem Mesa Diretora formada só por mulheres em sessão desta quarta, 23

A sessão da Câmara de Fortaleza nesta quarta (23) foi conduzida só por mulheres durante o Pequeno Expediente. A composição feminina da mesa foi presidida pela Enfermeira Ana Paula (PDT) e secretariada por Kátia Rodrigues (Cidadania) foi destacada pelos vereadores Ronivaldo Maia e Larissa Gaspar, do PT, e pelo líder do governo, Gardel Rolim (PDT).

Foto: André Lima
  -  

PontoPoder na TV Diário: Vacinômetro da bancada cearense e Lei de Improbidade Administrativa

Nesta edição, o PontoPoder traz os desdobramentos do projeto que muda a Lei de Improbidade Administrativa, além do vacinômetro da bancada cearense em Brasília. A atração, que vai ao ar às 20h45, na TV Diário, tem ainda reportagem sobre os poços não instalados pelo Dnocs no Ceará.

  -  

CPI: Ao listar previsões erradas, Tasso critica postura de Osmar Terra: “não é hora de parar de opinar”?

Em participação na CPI da Pandemia nesta terça (22), o senador Tasso Jereissati (PSDB) listou uma série de previsões erradas feitas pelo convidado, deputado Osmar Terra (MDB), desde o ano passado. Osmar reconheceu os erros, que foram sobre vacinação e tempo de duração da pandemia. “Não é hora de parar der opinar?”, questionou Tasso, ao deputado.

  -  

Diretório do PT oficializa grupo de trabalho que vai articular eleições de 2022 no Ceará

O diretório estadual do PT deu posse, nesta terça-feira (22), ao Grupo de Trabalho e Ação (GTA) do partido no Ceará que vai articular as táticas para as eleições de 2022. O ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques, foi oficializado como o coordenador da campanha do ex-presidente Lula no Estado para a disputa presidencial.

  -  

Augusta Brito e Gadyel Gonçalves podem deixar PCdoB e sondam partidos para disputar eleição de 2022

A deputada estadual Augusta Brito e o esposo, ex-prefeito de São Benedito Gadyel Gonçalves, avaliam se ficam no PCdoB, mas sondam outros partidos para disputar as eleições de 2022. Ela em busca da reeleição e ele uma vaga na Câmara Federal. Augusta recebeu convite do governador Camilo Santana para se filiar ao PT. Já Gadyel dialoga com PP, PSB e PDT.

Foto: Saulo Roberto e José Leomar
  -  

Senador Cid Gomes anuncia que vai acionar o STF contra privatização da Eletrobrás

O senador Cid Gomes (PDT) anunciou nesta quinta-feira (17) que vai ingressar com ação no Supremo Tribunal Federal para tentar reverter a aprovação de MP da privatização da Eletrobras no Senado, que ele definiu como uma “ilegalidade”. O placar foi apertado: 42 a 37 votos. “Sequer houve tempo para discutir questão tão importante para o País”, disse.