-  

MPE deflagra ‘Operação Sufrágio II’ contra candidatos ao pleito municipal de Pacujá

O Ministério Público Eleitoral deflagrou nesta segunda-feira (9) a “Operação Sufrágio II”, a qual realiza buscas e apreensões nas residências de candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador do município de Pacujá. O MPE apura a ocorrência dos crimes de retenção de título contra a vontade de eleitor, corrupção ativa, descumprimento de normas sanitárias e organização criminosa.

  -  

Após recurso, Justiça Eleitoral defere candidatura do ex-vereador de Fortaleza Dr. Porto

A candidatura do ex-vereador Dr. Porto (PDT) foi deferida na quinta-feira (7) após recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele recebeu 5.093 votos, mas, como teve a candidatura indeferida antes do 1º turno, apenas agora os votos serão totalizados pela Justiça Eleitoral. Com o deferimento, Porto passa para a suplência do PDT, maior bancada na Câmara.

Foto: Érika Fonseca
  -  

Prefeito e vice de Viçosa são condenados por aglomeração na campanha; pena também vale para opositores

O prefeito eleito de Viçosa do Ceará, José Firmino (MDB), e seu vice, Dr. Marcelo (MDB), foram condenados na Justiça por provocar aglomerações durante a campanha. A decisão recai também sobre a chapa adversária, encabeçada por Divaldo Soares (PDT). Os dois grupos políticos terão de pagar multa de R$ 250 mil.

  -  

Prefeito e vice do Cedro têm diploma cassado por abuso de poder; ex-prefeito também é condenado

O atual prefeito do Cedro, João Diniz (PDT); a vice, Ana Nilma (PDT); e o ex-prefeito Nilson Diniz (PDT) foram condenados por abuso de poder por terem firmado contratos temporários com servidores durante o período eleitoral. Com a pena, o juiz anulou o último pleito, convocou nova eleição e tornou os três gestores inelegíveis por 8 anos. Cabe recurso.

  -  

A menos de dez dias para posse, MP pede cassação de prefeito e vice eleitos em Varjota

A menos de dez dias para a cerimônia de posse, o Ministério Público Eleitoral entrou com uma ação de investigação judicial eleitoral pedindo a cassação dos diplomas do prefeito eleito e da vice-prefeita eleita em Varjota, Elmo Monte (PDT) e Loura do Povo (PDT). Eles são acusados de abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições deste ano.

Foto: José Leomar
  -  

MP entra com nova ação pedindo cassação do registro ou dos diplomas de prefeito eleito, vice e vereador de Coreaú

O MP Eleitoral ajuizou nova ação pedido a cassação do registro de candidatura ou dos diplomas de Edézio Sitônio, Érika Cristino e Chico Antônio (PDT), em Coreaú, respectivamente prefeito, vice e vereador eleitos, do PDT. Eles são suspeitos de abuso de poder econômico, com crime de compra de votos. O MP também pediu indisponibilidade de bens e aplicação de multa.

Foto: Reprodução/Instagram
  -  

Por suspeita de fraude às cotas femininas, MP quer cassação de registro de candidatos em Mauriti

O Ministério Público Eleitoral entrou com três ações de investigação, nesta segunda-feira (7), contra o Pros, DEM e PDT de Mauriti. A promotoria alega que as siglas não cumpriram a cota feminina de 30% das candidaturas na eleição de 2020. O MPE pede a cassação e a anulação dos votos de todos os candidatos que concorreram à Câmara Municipal.

Ministério Público
Foto: Diário do Nordeste
  -  

Ministério Público pede cassação de prefeito eleito e vereadores de Pacujá

O Ministério Público ingressou com ações contra o prefeito eleito de Pacujá, Raimundo Filho (PDT), seu vice, vereadores aliados e apoiadores. São alvos de ação a candidata da oposição, Elisângela Aguiar (Cidadania), seu esposo Eraldo Aguiar e apoiadores. Eles são acusados de corrupção eleitoral e abuso de poder econômico.

 

Ministério Público
Foto: Diário do Nordeste
  -  

Com 23 anos, prefeito eleito de Pacujá é o mais novo do Ceará

O município de Pacujá elegeu o prefeito mais jovem do Ceará na eleição 2020. Raimundo Filho (PDT), de 23 anos, foi eleito com 52,80% dos votos válidos e faz parte da coligação O Novo Com a Força do Povo, formado pelo PDT e PSL. Raimundo é filho de dois ex-prefeitos do município, Raimundinho Caburé e Lucivane Souza.

Foto: Reprodução/Instagram
  -  

Operação ‘Mensalinho’ investiga suposto esquema ilegal entre Prefeitura e Câmara de Pacujá

O Ministério Público Estadual deflagrou nesta terça-feira (27), a Operação Mensalinho, em Pacujá, na Zona Norte. O objetivo é investigar possível compra de votos de vereadores, que também prometia cargos e distribuía “vale combustível” em troca da aprovação de projetos. Mandados de busca e apreensão, autorizados pela Justiça, foram realizados nas casas de oito vereadores.

Foto: MPCE
  -  

Deputados cearenses pedem inclusão de pessoas com deficiência na prioridade da vacinação

Os deputados estaduais Acrísio Sena (PT), Renato Roseno (Psol), Érika Amorim (PSD) e Augusta Brito (PCdoB) enviaram ofício ao governador Camilo Santana (PT) para incluir o grupo de pessoas com deficiência (PCD) como prioridade na vacinação contra a Covid-19 no Ceará. O pedido feito aos parlamentares é do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência.

Foto: José Leomar
  -  

‘Investigar para responsabilizar as omissões é importante’, diz Tasso Jereissati sobre CPI da Covid-19

“Uma CPI é importante porque nós temos uma das piores conduções sobre a pandemia no mundo. (…) Muitos erros e omissões aconteceram. Investigar para que não se repitam e para responsabilizar as omissões é importante”.

Senador Tasso Jereissati (PSDB), sobre a CPI da Covid-19. Ele, contudo, não é signatário do requerimento para que a investigação se volte a estados e municípios.

  -  

Prefeito de Guaraciaba do Norte nega ter furado a fila da vacinação: “estou na linha de frente e sou grupo de risco”

Alvo de ação do MPF, o prefeito de Guaraciaba do Norte, Adail Machado (MDB), nega que tenha furado a fila da vacinação contra a Covid-19. “Sou médico, cirurgião e estou na linha de frente, no hospital municipal. Eu também sou cardiopata. Encaminhei todas essas justificativas, laudos e fotos ao MPF”, argumenta.

  -  

Vereador vai à Justiça para tentar liberar academias em Fortaleza ainda nesta semana

O vereador Danilo Lopes (Podemos) ajuizará um pedido de liminar para que atividades físicas ao ar livre e academias sejam reconhecidas como essenciais em decreto municipal de Fortaleza. O parlamentar argumenta que já existe uma lei nesse sentido e que a ação na Justiça pedirá a regulamentação do texto. O atual decreto estadual ainda não libera as atividades.

Foto: Camila Lima
  -  

“Fura-fila da vacina”: MPF ingressa com ação contra prefeito e secretária de Guaraciaba do Norte

O MPF apresentou ação contra Adail Machado (MDB), prefeito de Guaraciaba do Norte, e Roberta Firmino, secretária da Saúde. Eles são acusados de terem “furado a fila da vacinação“. O MPF alega que, apesar de ser médico, Adail não integra a linha de frente do combate ao vírus. Procurado, o gestor não respondeu à reportagem.

  -  

Após articulação de Girão, Cid Gomes diz que nova CPI serve para “gerar confusão”

O senador Cid Gomes (PDT) disse que criar outra CPI serve para “gerar confusão” após Eduardo Girão (Podemos) articular assinaturas para uma comissão que investigue governadores e prefeitos. Uma CPI no Senado será aberta com foco apenas no Governo Federal, para apurar possíveis omissões no combate à pandemia. O assunto repercute em Brasília.

Foto: Pedro França/Agência Senado
  -  

Camilo vai ao STF para que Anvisa acelere liberação da Sputnik V; Ceará comprou 5,8 milhões de doses

O governador Camilo Santana (PT) informou nesta segunda-feira (12), que ajuizará ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Anvisa libere as 5,87 milhões de doses da vacina Sputnik V, compradas pelo Governo do Estado. O imunizante é 91,6% eficaz. “Iremos a todas as instâncias para que as vacinas cheguem o mais rápido possível”, disse.

Foto: Thiago Gadelha
  -  

Eduardo Girão reúne 33 assinaturas para ampliação da CPI da Covid-19 no Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos) conseguiu 33 assinaturas para a instalação de uma CPI que investigue também estados e municípios no Senado. A medida fortalece o discurso de Jair Bolsonaro de que a comissão inicialmente proposta teria cunho de perseguição pessoal, e agora o foco poderá ser menor no Governo Federal. Girão chamou de “esdrúxula” a intervençã0 do STF no assunto.

Foto: Agência Senado
  -  

Cresce articulação para que Tasso Jereissati seja membro titular da CPI da Covid

Por fazer parte dos críticos ao Governo Bolsonaro e ser determinante para formar maioria da oposição na CPI da Covid, cresce articulação para tornar Tasso Jereissati (PSDB) membro titular da comissão. Segundo o jornal O Globo, Tasso é preferência no partido, porém há impasses pela impossibilidade da presença do senador em sessões presenciais.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
  -  

Girão afirma que faltam 9 assinaturas para incluir estados e municípios na CPI da Covid-19

Desde que o STF determinou a abertura da CPI da Covid-19 para investigar a conduta do Governo Federal no combate à pandemia, o senador Eduardo Girão (Pode) intensificou os trabalhos para recolher assinaturas e incluir também estados e municípios na investigação. Segundo informou à CNN Brasil, faltam nove assinaturas para atingir o número mínimo exigido, de 27.