-  

Em sessão tumultuada, Câmara de Caucaia define integrantes de CPI contra o prefeito

Em sessão marcada acusações de perseguição a servidores, a Câmara Municipal de Caucaia definiu os 7 integrantes da CPI que vai apurar irregularidades em dispensas de licitações da prefeitura. Com 4 opositores e 3 aliados do prefeito, a Comissão se reúne, pela primeira vez, amanhã (18), para definir presidente e relator.

  -  

Reforma da Câmara Municipal de Caucaia vai custar R$ 319,3 mil

A Câmara de Caucaia vai abrir licitação em 5/fev para receber propostas para ampla reforma, com custo de R$ 319.343,62.  O edital prevê serviços de revestimentos, urbanismo e acessibilidade. Desde o final de 2019, a Câmara vive briga política com a Prefeitura por atrasos de pagamento e articulações para abertura de CPI contra o pref. Naumi Amorim (PSD).

Foto: Helene Santos
  -  

Briga política: Justiça bloqueia contas da Prefeitura de Caucaia até pagamento à Câmara Municipal

A briga política entre a Prefeitura de Caucaia e a Câmara municipal tem novo capítulo. O juiz José Coutinho Filho, da 1ª Vara Cível do município, determinou bloqueio das contas da Prefeitura até que o prefeito Naumi Amorim (PSD) pague parte do duodécimo devido ao Legislativo. O valor está atrasado há ano de atraso. O bloqueio é até a quitação.

Foto: Arquivo Sistema Verdes Mares
  -  

Bate-boca e convocação de representantes da Prefeitura marcam reunião de CPI em Caucaia

Representantes do gabinete do prefeito e das secretarias de Educação e Saúde devem ser oficiados nesta semana a comparecer à CPI que investiga supostas irregularidades em licitações. Após o pedido, a sessão foi encerrada com bate-boca entre o governista Enéas Góes (PTC) e o líder da oposição, Mickauê (PL), recém-reintegrado à Comissão por via judicial.

  -  

TRE indefere pedido de registro de candidatura de Zé Gerardo; ele desistiu de concorrer dias antes de decisão

A 123ª zona eleitoral de Caucaia indeferiu, nesta sexta (16), o pedido de registro de candidatura do ex-prefeito de Caucaia Zé Gerardo (MDB). Nesta semana, desistiu da candidatura para apoiar o prefeito Naumi Amorim (PSD) à reeleição. Na decisão, o juiz afirma que Zé Gerardo está inelegível por condenação criminal de peculato e formação de quadrilha.

Foto: Divulgação
  -  

Implicado na Lei da Ficha Limpa, candidato desiste da disputa para apoiar o prefeito de Caucaia

Duas semanas de campanha foram o suficiente para o ex-prefeito Zé Gerardo Arruda deixar a disputa pela Prefeitura de Caucaia. O possível retorno foi interrompido no anúncio de apoio ao atual prefeito Naumi Amorim (PSD), que disputa a reeleição. Implicado pela lei da Ficha Limpa, a candidatura de Zé Gerardo era vista como uma forma de se valorizar. Deu certo.

Foto: Reprodução
  -  

Em reviravolta, ex-prefeito de Caucaia vai retirar candidatura para apoiar Naumi Amorim

O ex-prefeito de Caucaia e candidato pelo MDB, Zé Gerardo, vai retirar sua candidatura para apoiar a reeleição do atual gestor da cidade, Naumi Amorim (PSD). A decisão foi tomada na noite desta terça (13), após reunião com o presidente do PSD no Ceará, Domingos Filho. A renúncia, no entanto, ainda não consta oficialmente na Justiça Eleitoral.

Foto: Reprodução
  -  

Segundo Baquit, tentativas de barrar CPI na Assembleia Legislativa são ‘em vão’

“Se o objetivo foi político, acabou sendo em vão. Já temos mais de um terço das assinaturas para instalar a CPI”

Osmar Baquit (PDT), sobre a ação do procurador geral da República, Augusto Aras, que questiona no STF uma norma da Constituição Estadual sobre a quantidade de votos para a instalação de CPIs na Assembleia Legislativa do Estado.

  -  

Delegado Cavalcante nega existência de ‘gabinete do ódio’ e diz ser favorável a CPI na Assembleia

“Estou torcendo que essa CPI venha a funcionar, muitas coisas irão ser esclarecidas”

Delegado Cavalcante (PSL) sobre o pedido protocolado pelo colega Acrísio Sena para investigar a existência de um grupo especializado em espalhar notícias falsas no Ceará, uma possível ramificação do chamado “gabinete do ódio”, que Cavaltante diz nunca ter existido.

  -  

Evandro Leitão quer fiscalização sobre movimentações milionárias de associações

O deputado Evandro Leitão (PDT) repercutiu na Assembleia reportagem veiculada pelo Diário do Nordeste, hoje (18), sobre a movimentação milionária de R$ 65,9 milhões nas associações de militares no Ceará em contribuições. No discurso, ele defendeu que a Assembleia fiscalize as entidades por meio de uma CPI.

  -  

AL deve votar projeto que autoriza Estado a reorganizar metas do PPA para Segurança, Saneamento e outras áreas

A Assembleia Legislativa deve votar, nesta quinta-feira (22), projeto de lei enviado pelo governador Camilo Santana (PT) que autoriza o Poder Executivo a reorganizar metas previstas no Plano Plurianual (2020-2023) para Segurança Pública, Saneamento Básico e Assistência Social, além de outras áreas. Também estão na pauta outros projetos do Governo e de parlamentares.

Foto: Camila Lima
  -  

Com plenário esvaziado, sessão da Assembleia Legislativa não tem pauta de votação

Com o plenário esvaziado, apesar do telão registrar 25 deputados presentes ‘fisicamente’, a sessão da Assembleia desta quinta-feira (8) foi mais uma vez morna, sem ter sequer votação prevista na pauta. No expediente, há apenas a leitura de projetos do Executivo e de deputados.

Foto: Nilton Cezar
  -  

STF: Kassio Nunes tem “as digitais do Centrão”, afirma Eduardo Girão

O senador Eduardo Girão (Podemos) criticou a escolha do desembargador Kassio Nunes para o Supremo Tribunal Federal (STF). “Ao que tudo indica, tal indicação parece mesmo ter as digitais do Centrão”. O parlamentar disse que esperava que o indicado do presidente Jair Bolsonaro tivesse um perfil mais conservador. A indicação ao STF deve ser votada no Senado.

  -  

Capitão Wagner promete legalizar a situação dos comerciantes da Granja Portugal

Em caminhada pelo bairro Granja Portugal, nesta segunda-feira (26), Capitão Wagner (Pros) conversou com a população e prometeu regularizar a situação dos comerciantes locais. “Muitos negócios não têm alvarás e têm dificuldade de acessar as linhas de crédito e participarem de licitações por conta dessa falta de documentação e adequação”.

Foto: Divulgação
  -  

Justiça proíbe que coligações de Caririaçu realizem atos que gerem aglomerações

A Justiça Eleitoral determinou, na sexta-feira (23), que as coligações do município de Caririaçu abstenham-se de promover aglomerações em atos eleitoral. Caso descumpram a decisão, as coligações serão multadas em R$ 50 mil. Os partidos também devem, em até 24 horas, fazer a publicidade das medidas prevenção à Covid-19 a todos os seus militantes.

  -  

Polícia Federal simula fiscalização de ilegalidades nas eleições com uso de drones

A Polícia Federal vai testar na manhã de terça-feira (27) drones que serão utilizados na fiscalização das eleições municipais do Ceará. Os equipamentos devem servir para impedir práticas ilegais e registrar irregularidades no dia da votação. De acordo com a PF, os equipamentos têm zoom capaz de identificar atividades suspeitas e placas de carro com nitidez.

Foto: Divulgação/PF
  -  

Em primeiro ato público após se recuperar da Covid-19, Camilo volta a criticar Capitão Wagner

Em sua primeira aparição pública após se recuperar da Covid-19, o governador Camilo Santana (PT) reforçou críticas ao candidato do Pros, Capitão Wagner. “Ele andou dizendo que eu só estava falando nas redes, mas quero dizer em bom tom: que ele assuma a responsabilidade enquanto um dos líderes dos motins que desestabilizaram a segurança e geraram pânico à população”.

Foto: José Leomar
  -  

PontoPoder Cafezinho: Podcast entrevista candidato Samuel Braga

O podcast PontoPoder Cafezinho iniciou, nesta segunda-feira (26), ciclo de entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Fortaleza. O primeiro entrevistado foi Samuel Braga (Patriota). O conteúdo é feito em parceria com a Verdinha AM 810. As entrevistas serão divulgadas de segunda a sexta. Confira aqui:

  -  

Candidatos à Prefeitura de Fortaleza assinam documento que estabelece 30 compromissos pela criança e pela adolescência

Cinco candidatos à Prefeitura de Fortaleza e dois vices marcaram presença no Ministério Público Estadual, nesta segunda (26), para assinatura do documento “30 compromissos pela criança e pela adolescência“. O texto aponta políticas públicas na questão social, educação, saúde, família, entre outras áreas, que devem ser prioridade na gestão municipal.

Foto: Isanelle Nascimento
  -  

Fim de semana tem troca de farpas entre chapas do PDT e do PT em Fortaleza

Após veiculação de inserção da coligação liderada por Sarto Nogueira (PDT) listando avaliações negativas sobre a gestão da ex-prefeita Luizianne Lins (PT), a chapa petista reagiu. “Uma campanha sem propostas reais. As pessoas esperam ser cuidadas pelo poder público e não ataques mentirosos”, disse Luizianne nas redes sociais.

Foto: Isanelle Nascimento/Agência Diário
  -  

Filiado ao PP, deputado Apóstolo Luiz Henrique anuncia apoio a candidatura de Capitão Wagner

O deputado estadual Apóstolo Luiz Henrique (PP) anunciou apoio à candidatura de Capitão Wagner (Pros) para a Prefeitura de Fortaleza. O PP, partido de Luiz Henrique, integra a coligação de Sarto Nogueira (PDT). O parlamentar, segundo sua assessoria, comunicou a decisão ao partido, que compreendeu a posição. Apóstolo é líder de uma igreja na Capital.

Foto: José Leomar
  -  

Capitão Wagner diz que vai revogar Lei dos Alvarás e tornar taxa definitiva, mas precisará de apoio na Câmara

O candidato à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner (Pros), fez uma caminhada, nesta segunda (26), pela Granja Portugal. Ele disse que uma de suas primeiras medidas em uma futura gestão será revogar a Lei dos alvarás, que hoje é pago anualmente, e tornar a taxa definitiva. Para isso, precisará de apoio da Câmara, formada hoje por maioria governista.

  -  

Capitão Wagner quer “flexibilizar” regularização de empresas em Fortaleza e criar conselho econômico

Em visita à Granja Portugal, o candidato à Prefeitura de Fortaleza Capitão Wagner (Pros) disse que quer “flexibilizar” a regularização de empresas e estabelecer novas regras para a abertura de negócios. Questionado sobre as medidas, Wagner disse que vai criar um conselho econômico no gabinete para discutir medidas com o setor produtivo.

Foto: Isanelle Nascimento